SUV da Toyota e Suzuki para mercados emergentes começa a ser testado

Novidade, que pode ser chamada Hyryder, está sendo desenvolvida na Índia em conjunto com a Maruti Suzuki
SUV para mercados emergentes desenvolvido por Toyota e Suzuki inicia testes na Índia

SUV para mercados emergentes desenvolvido por Toyota e Suzuki inicia testes na Índia | Imagem: GaadiWale

Aos poucos vamos descobrindo mais detalhes sobre um importante projeto que a Toyota e a Maruti Suzuki desenvolvem de forma conjunta na Índia. 

Trata-se do projeto D22, como a Toyota o batizou, ou YFG no caso da Maruti Suzuki. Pela primeira vez o futuro SUV foi flagrado circulando nas ruas, segundo as imagens divulgadas pelo site GaadiWale

Apurações da imprensa local dão conta de que a Toyota registrou recentemente na Índia o nome Hyryder, abrindo a possibilidade de que esta deverá ser a designação do modelo quando ele chegar ao mercado. 

O flagra do SUV, entretanto, suscitou uma dúvida. A princípio era cogitado que o futuro modelo seria construído sobre a plataforma DNGA, criada pela Toyota para modelos mais acessíveis, entretanto o perfil do modelo muito semelhante ao Suzuki Vitara atual abre a possibilidade de que ele poderá compartilhar a arquitetura com o primo japonês. Algo que só saberemos de forma definitiva quando D22/YFG for apresentado. 

Entre outros elementos que o protótipo deixa transparecer figuram a presença de discos de freio nas quatro rodas, uma área envidraçada generosa e ao menos a presença de rodas de liga leve aro 17”. 

Caberá à Toyota, além de produzir o SUV para as duas marcas, fornecer também um conjunto de propulsor híbrido para o futuro modelo. 

Importante para o Brasil? 

Apesar de bem posicionada no segmento de SUVs intermediários com o Corolla Cross nacional, é fato que, se a empresa tem nos planos ganhar participação de mercado na categoria, é necessário contar com um modelo menor e mais acessível. 

Como noticiamos, a Toyota deverá lançar no próximo ano o Yaris Cross aqui no Brasil, o qual será produzido em Sorocaba (SP) e será a resposta da marca para atuar no segmento de SUVs de entrada. 

É interessante ponderarmos que o Yaris Cross tem 4,18 m de comprimento e entreeixos de 2,56 m, dimensões inferiores ao que observamos em um Jeep Renegade (4,26 m e 2,57 m), por exemplo. 

Se o projeto D22 contemplar um SUV compacto tradicional, do porte de um Hyundai Creta, Chevrolet Tracker, entre outros, talvez fique aberta uma possibilidade para que ele também possa ser oferecido no Brasil complementando o espaço entre o Yaris Cross e o Toyota Cross. 

Por outro lado, também abre-se a possibilidade de que os responsáveis da Suzuki Veículos no Brasil contem com um excelente produto a ser importado ao país. 

Logo, o projeto D22/YFG merece cada vez mais nossa atenção, em especial pelas credenciais técnicas que ele será capaz de oferecer (como o conjunto propulsor híbrido da Toyota) aliadas à expectativa do custo-benefício competitivo. A conferir. 

Flagra sinaliza presença do conjunto óptico bipartido na dianteira
Flagra sinaliza presença do conjunto óptico bipartido na dianteira
Imagem: GaadiWale