SUV para o campeão do BBB 21: o que esperar da novidade da Fiat

Até o momento conhecido como "Progetto 363", novidade chegará ao mercado no fim do ano
Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo

Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo | Imagem: Kleber Silva

Certamente a entrada da Fiat, atual marca líder em vendas no Brasil, na categoria dos SUVs com um produto nacional vai mexer com o mercado. Não por acaso, a fabricante italiana está promovendo uma intensa campanha de marketing para despertar o interesse do público na novidade, prevista para chegar ao mercado até o fim do ano. O utilitário esportivo inédito foi prometido como um dos prêmios para o vencedor da edição 2021 do Big Brother Brasil, portanto até o fim da atração certamente podemos esperar por mais detalhes oficiais da novidade.

Enquanto isso, atacando também em outras frentes a Fiat liberou na semana passada um teaser até que revelador sobre o seu futuro SUV nacional, permitindo notar ao menos os contornos dos faróis, grade frontal e para-choque dianteiro. Tudo isso serviu como base para que o designer Kleber Silva pudesse trabalhar em uma projeção refinada do modelo tomando como base o Fiat Argo.

A escolha do profissional pelo hatch compacto não é razão, uma vez que sobram motivos para apostar que a Fiat vai construir seu primeiro SUV nacional sobre a mesma base do Argo. Será, portanto, uma relação semelhante ao que a Volkswagen adotou na concepção do Nivus, aproveitando no crossover elementos do Polo. 

Além disso, durante uma entrevista recente com Herlander Zola, responsável pela marca Fiat no Brasil, o executivo comentou em uma resposta para o AUTOO que o futuro SUV vai atuar nas “faixas mais baixas do segmento de SUVs”, portanto podemos esperar preços cobrindo o amplo intervalo de R$ 85 mil a R$ 100 mil para o modelo inédito.

É fato também que, seguindo a lógica da complementaridade que vai balizar a atuação da Stellantis por aqui e suas quatro marcas principais (Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën), o SUV da marca italiana deverá ter um tamanho inferior ao do Renegade, marcando com clareza qual será o território de cada um no mercado. O modelo da Jeep conta com 4,23 m de comprimento, portanto podemos apostar que a novidade da Fiat não deverá ir muito além dos 4,15 m de comprimento. Apenas como comparação, um Argo tem exatos 3,99 m de um para-choque a outro.

Seguindo a premissa de oferecer preço competitivo, não estaria descartada a possibilidade do SUV pequeno da Fiat oferecer uma opção de entrada manual baseada no competente motor 1.3 Firefly hoje aplicado em modelos como Strada, Cronos e Argo. Até a estreia do modelo, a Fiat já deverá ter lançado a opção do câmbio automático CVT com em combinação com o 1.3 Firefly, dupla que também deverá figurar no trio de compactos citado anteriormente.

Apesar da faixa de mercado em que o projeto 363 estará inserido até permitir que uma eventual opção de entrada manual conte com uma procura aceitável, é certo que as configurações automáticas deverão responder pela maior parte das vendas.

Em seu catálogo mais caro, torna-se cada vez mais natural o fato de que SUV vai estrear no Brasil o motor 1.0 sobrealimentado da família GSE Turbo. A Stellantis anunciou há poucos dias o início da fabricação do propulsor 1.3 da recém-nacionalizada linha de motores, sendo que o 1.0 turbo será adicionado à nova fábrica em uma segunda etapa. Logo, tudo leva a crer que o motor tricilíndrico está reservado para fazer sua grande estreia no SUV da Fiat.

Além da sobrealimentação, a família GSE Turbo mostra-se sofisticada e contempla em seus motores a injeção direta e o sistema MultiAir, que executa o controle de tempo e curso de abertura das válvulas de admissão. Todos esses recursos certamente nos permitem esperar por um alto nível de eficiência para a nova linha de motores que a Stellantis vai aplicar em seus produtos nacionais.

A previsão é que o motor 1.0 turbo vai trabalhar apenas com o câmbio automático CVT, outro aliado na busca por um compromisso entre bom desempenho e médias de consumo competitivas.

Logo, em especial por focar em uma faixa de preço atraente, oferecer um design bem elaborado e mecânica eficiente, o modelo derivado do “Progetto 363” promete ser um SUV extremamente competitivo. Se você está considerando a compra de um SUV utilitário abaixo dos R$ 100 mil e não tem pressa na aquisição, talvez seja interessante ter um pouco de paciência e aguardar a chegada do novo SUV da Fiat ao mercado na segunda metade do ano. A espera poderá ser recompensada.

Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo
Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo
Imagem: Kleber Silva