A Citroën aposta alto no C4 Cactus e não é sem razão. Após muito tempo sem lançar um produto completamente novo por aqui, a marca chega com um modelo com muitos atributos para se destacar no segmento que mais cresce em procura seja aqui no Brasil como ao redor do mundo.

Apesar do porta-malas para 320 litros, capacidade que alguns podem julgar pequena demais, mas que está bem perto do que Jeep Renegade e Ford EcoSport entregam, a Citroën soube entender algumas características que favorecem qualquer SUV a conquistar uma boa aceitação no mercado, como um bom espaço interno. Graças ao entre-eixos de 2,60, o C4 Cactus transporta com conforto quatro adultos e uma criança com tranquilidade.

Um ponto que a Citroën soube explorar muito bem no C4 Cactus é o custo/benefício do SUV. Em todas as versões o SUV compacto ou custa menos ou entrega um pacote de equipamentos superior. Isso é facilmente constatado nas opções mais acessíveis e intermediárias do SUV, como é o caso da Feel Pack avaliada aqui, que conta com motor 1.6 16V aspirado e câmbio automático de 6 marchas. Esse é o mesmo conjunto que figura também na opção PcD do C4 Cactus, no caso a Feel Business.

Claro que em sua configuração aspirada o C4 Cactus não traz o mesmo ímpeto nas acelerações que a opção THP entrega, a qual é capaz de alcançar 100 km/h em apenas 7,3 segundos, mas o C4 Cactus intermediário é um automóvel suficiente para o uso cotidiano. A aceleração de 0 a 100 km/h sobe um pouco, ficando na casa de 12 segundos, mas no dia a dia você raramente vai achar o C4 Cactus Feel um modelo apático. Oferecendo os modos esportivos e econômico para o câmbio, o SUV entrega parciais de até 10,4 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, ambas com gasolina, com a segunda opção ativada.

 

O motor 1.6 16V, que entrega 118 cv e 16,1 kgfm no C4 Cactus, já era muito bom desde os tempos que equipava o Citroën C3 e o Peugeot 208, sendo que a chegada do câmbio automático de 6 marchas em substituição à antiga caixa de 4 marchas, fez muito bem aos hatches bem como a um modelo recente como é o caso do C4 Cactus. A transmissão anterior comprometia consideravelmente o desempenho e o consumo dos modelos nos quais era oferecida, portanto foi uma sábia decisão do grupo francês em investir em uma transmissão melhor. Afinal, um C4 Cactus com câmbio de 4 marchas não faria o menor sentido.

O interessante do C4 Cactus é que, por ter uma opção de forte apelo esportivo, como é o caso das versões Shine e Shine Pack, o modelo de uma forma geral compartilha um estilo de condução bem singular dentro da categoria. O C4 Cactus chama a atenção pela dinâmica mais envolvente, com uma carroceria sempre estável e com pouca inclinação lateral. Suspensão e direção também seguem na mesma linha e transmitem ao motorista respostas mais diretas, que certamente irão agradar quem busca mais prazer ao dirigir.

Voltando para o tema do custo/benefício, hoje tabelado em R$ 87.490 o C4 Cactus Feel Pack mostra-se um modelo bem posicionado entre os concorrentes na mesma faixa de preço. Só nele você vai encontrar chave presencial, sensor de chuva, rodas de liga leve aro 17”, 4 airbags e a central multimídia que também agrupa os comandos do ar-condicionado. São raros os SUVs na faixa de R$ 85.000 que oferecem o aparelho, é bom que se diga. A central multimídia do C4 Cactus também merece elogios pela facilidade de operação, a presença de alguns botões físicos que ajudam a acessar funções de forma mais rápida e a presença dos principais sistemas de espelhamento para smartphones.

Outra configuração que vale a pena você considerar é a Feel, com preço sugerido de R$ 81.990. Por esse valor ela já oferece a central multimídia, os controles de tração e estabilidade e o mesmo conjunto formado pelo motor 1.6 e o câmbio de 6 marchas. Essa é, sem dúvida, umas das versões de maior apelo do C4 Cactus.

Na mesma linha, a opção para PcD, a Feel Business, já ofereceu um pacote de itens de série bem melhor, porém ainda segue como uma boa alternativa para quem vai realizar a compra com isenção.

Internamente, considerando o histórico do que encontrávamos em carros franceses, como o próprio C4 Pallas e, atualmente, na linha C4 Picasso, esperávamos algumas “audácias” da Citroën na composição da cabine do C4 Cactus. Talvez por receio de ousar de mais e afastar os clientes mais conservadores, a marca foi por um caminho mais convencional no habitáculo do SUV compacto. A ergonomia é muito boa, mas o painel de porta com plástico em excesso denota uma certa simplicidade que não esperaríamos encontrar em um automóvel francês de outros tempos.

A Citroën bem que tentou modernizar a cabine com a inclusão do painel digital que estreou no C4 Lounge 2019, porém seria bem mais interessante se a peça contasse com os mesmos recursos do painel digital oferecido como opcional nos VW Polo e Virtus Highline. Ao contrário dos modelos da marca alemã, o painel digital do C4 Cactus não é configurável e muito menos pode trabalhar em conjunto com a central multimídia. De qualquer forma, o display digital do C4 Cactus permite fácil leitura da velocidade e conta com um econômetro para ajudar o motorista a dirigir gastando menos combustível. O conta-giros, formado por uma barra horizontal na parte superior do painel de instrumentos, não indica a faixa de rotação de uma maneira muito precisa.

Por tudo isso, o Citroën C4 Cactus é um modelo que deve entrar na lista de opções de qualquer consumidor de olho em um SUV compacto. Para quem deseja gastar pouco, o C4 Cactus Feel por pouco mais de R$ 80.000 é uma pedida bem interessante. Pelo menos enquanto o Volkswagen T-Cross 1.4 TSI e o Honda HR-V Touring 1.5 turbo não chegam ao mercado, hoje em dia quando falamos sobre topo do segmento de SUVs compactos nenhum concorrente do C4 Cactus oferece o mesmo nível de desempenho do que as versões Shine com motor 1.6 turbo, com a vantagem de não ultrapassar o teto de R$ 100.000. A Citroën soube fazer a lição de casa e coloca no mercado um modelo com muitos atributos positivos. Vamos ver se, a partir deste ano, as vendas do modelo começam a decolar. 

 
 
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
 
Citroën C4 Cactus 2019
Citroën C4 Cactus 2019
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
 
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
 
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
 
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
Acima o Citroën C4 Cactus Feel Business, a versão do modelo destinada ao público PcD
 
 

Ficha técnica

Citroën C4 Cactus 2019 Feel Pack 1.6 16V flex automático 4p
Preço R$ 87.490 (12/2018)
Categoria SUV compacto
Motor 4 cilindros, 1587 cm³
Potência 115 cv a 5750 rpm (gasolina)
Torque 16,1 kgfm a 4750 rpm
Dimensões Comprimento 4,17 m, largura 1,714 m, altura 1,561 m, entreeixos 2,6 m
Peso em ordem de marcha 1225 kg
Tanque de combustível 55 litros
Porta-malas 320 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |