Veículos da GM estreiam airbag central

Equipamento foi criado para garantir mais segurança aos ocupantes dos assentos dianteiros em colisões laterais

Airbag central evita cabeças entre os ocupantes | Imagem: divulgação

Se você acha que as montadoras não tem mais onde embutir airbags na cabine de um automóvel, está enganado. A GM passa a equipar alguns de seus veículos com um airbag dianteiro central, criado para proteger os ocupantes dos assentos dianteiros durante uma batida lateral. O inflável, embutido na lateral do banco do condutor, também evita que motorista e passageiro se choquem um contra o outro.

No momento de uma colisão, a bolsa de ar se expande posicionando-se no centro do veículo. O equipamento foi apresentado em 2011, no entanto, apenas neste ano se tornou realidade.

O novo equipamento já está presente nas versões de entrada do Chevrolet Traverse, Buick Enclave e GMC Acadia, vendidos apenas nos Estados Unidos. O airbag central foi desenvolvido pela GM em parceria com a fornecedora de peças Takata Corporation e levou três anos para ficar pronto.

Risco de morte reduzido em 30%

Os primeiros airbags surgiram na década de 1980 e, desde então, as bolsas de ar deixaram de ser apenas frontais para ocuparem os mais diversos locais da cabine dos automóveis modernos.

O novo Mercedes Classe S 2014, por exemplo, conta com airbags frontais, laterais ou de cortina, instalados nos cintos de segurança e também na altura das pernas, que evitam que os ocupantes escorregarem por baixo do cinto.

Já o Volvo V40, que será lançado no início de junho no Brasil, traz um airbag que protege os pedestres por meio de uma bolsa instalada na linha do para-brisa. Na dianteira do veículo há sensores que, ao detectarem o impacto de atropelamento, acionam o dispositivo, que infla imediatamente.

Feita de um fino tecido de náilon facilmente dobrável, a bolsa do airbag infla com uma velocidade aproximada de 320 km/h, mais rápido que um piscar de olhos. E, de acordo com as estatísticas de trânsito, a presença do equipamento reduz em torno de 30% o risco de morte em uma colisão frontal direta.

Desde o ano de 1998, todos os novos automóveis vendidos nos Estados Unidos são, obrigatoriamente, equipados com as bolsas de ar frontais. No Brasil, o equipamento será exigido para os novos veículos apenas a partir de 2014.

Verja como funciona o airbag central da GM:

Assine a newsletter semanal do AUTOO!