Volvo apresenta 2ª geração do XC90

SUV melhorou em todos os pontos e agora traz motores mais eficientes de quatro cilindros

Volvo XC90 2016 | Imagem: Divulgação

A concorrência foi se renovando, com produtos alinhados as mais recentes tecnologias, e a Volvo permaneceu no mercado com o avelhantado XC90, que já soma doze anos de vida, como seu representante na categoria de SUVs grandes. Mas isso já passou. A marca apresentou nesta semana a nova geração do Volvo XC90, que se destaca pelo visual moderno, motores eficientes e interior capaz de levar sete adultos com conforto.

"Este é um dos dias mais importantes da nossa história. Nós não estamos apenas o lançamento de um carro, mas sim no relançamento da nossa marca. Este dia marca uma nova era para a nossa empresa. O XC90 abre o caminho para uma gama de novos carros excitantes que estão por vir nos próximos anos", disse Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Car Group. O modelo é fruto de um desenvolvimento de três anos e parte de um programa de investimento de US$ 11 bilhões.

O XC90 2016, a começar pela parte de fora, incorporou a nova filosofia de design da fabricante e deixa evidente a inspiração nos últimos conceitos, como é o caso do XC Coupe. A dianteira é o ponto de maior destaque do utilitário-esportivo, graças aos faróis afilados, com direito a LEDs diurnos em formato do martelo, ou uma espécie de "T" na horizontal. A grade conta com acabamento cromado e o para-choque ostenta linhas esportivas, mas sem deixar o conjunto desarmônico.

Nas laterais, o novo Volvo XC90 apresenta linhas mais conservadoras, sem uma grande profusão de vincos na lataria. As janelas são amplas, o que deve garantir uma boa visibilidade e iluminação suficiente para a cabine. As rodas são de 22 polegadas. Por fim, na traseira, o modelo se sobressai pelas novas lanternas, que manteve o formato vertical, mas agora com linhas bem mais modernas e iluminação por LED, além de tampa do porta-malas com detalhes diferenciados.

Já na parte de dentro, o acabamento faz jus ao segmento de SUVs de luxo, com detalhes em alumínio, couro e madeira, e itens como alavanca de câmbio com vidro de cristal de Orrefors, um famoso fabricante de vidro sueco, e botão start/stop em diamante. Além disso, o modelo esbanja tecnologia. Há uma enorme tela sensível ao toque na parte central do painel, que comanda o ar-condicionado de quatro zonas e o sistema de som (da Bowers & Wilkins, com 19 alto-falantes e 1.400 watts), por exemplo. Com isso, o painel do Volvo XC90 economizou botões e traz um visual mais limpo.

E graças a nova plataforma SPA (Scalable Product Architecture), o interior do novo XC90 ficou bastante espaçoso, com capacidade para levar até sete ocupantes, sendo que os da última fileira com até 1,7 metro de altura podem se acomodar com o maior conforto. "A SPA nos permitiu criar o primeiro SUV do mundo sem compromissos", disse Dr. Peter Mertens, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento da Volvo Car Group.

Especial: Como funciona o sistema Isofix para fixação de cadeirinhas

"Você começa a sentir no comando, o espaço interno generoso e capacidade flexível combinada com a agilidade e conforto suave de um carro muito menor e mais baixo. A adrenalina que é a chave para o verdadeiro prazer de condução é entregue por motorizações que oferecem uma combinação inigualável de potência e operação limpa. E já que o XC90 traz o emblema Volvo, a segurança de classe mundial é padrão", completou o executivo.

O Volvo XC90 será equipado com a família E-Drive de quatro cilindros, sempre de 2.0 litros. Na versão D5, o modelo contará com um bloco biturbo a diesel de 228 cv e 47,9 kgfm, com consumo de 16,6 km/l. Já o D4 terá 192 cv e 40,7 kgfm, entregando consumo médio de 20 km/l. O T6 terá 320 cv e 40,7 kgfm, enquanto o T5 contará com 255 cv e 35,7 kgfm. Em todos os casos, a transmissão é automática de oito velocidades.

Haverá ainda o híbrido plug-in T8, com motor a combustão nas rodas dianteiras e um elétrico de 80 cv no eixo traseiro, oferecendo potência combinada de 400 cv e 65,2 kgfm e autonomia de 40 km no modo elétrico.

Entre os equipamentos, há sistema Apple CarPlay na central multimídia, alerta de mudança de faixa e de pontos cegos, frenagem automática para evitar colisões frontais em baixa velocidade, câmera de visão noturna com identificação de pedestres, etc.

Veja mais: Falar ao celular enquanto dirige é a maior causa de acidentes no mundo

Para marcar o lançamento do novo XC90, a Volvo oferecerá uma série especial para as primeiras 1.927 unidades que sairão da linha de produção, em alusão ao ano de fundação da fabricante. Os modelos First Edition serão numerados individualmente e trarão emblema na tampa do porta-malas, chaveiro em couro com logotipo da versão, acabamento em alumínio diferenciado, entre outros. O XC90 First Edition estará disponível para reserva online a partir do dia 3 de setembro, com preço de US$ 65.900, algo em torno de R$ 150 mil.

Os preços das demais versões serão divulgadas em breve, mas a Volvo já adiantou que o T6 será oferecido por US$ 48.900, aproximadamente R$ 112 mil. A produção do novo XC90 terá início em maio na fábrica de Torslanda, em Gotemburgo, na Suécia.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!