Com a estreia da linha 2020, finalmente podemos dizer que a Peugeot acertou de forma definitiva em sua gama 2008 produzida no Brasil.

A partir de agora, por exemplo, não haverá mais opções com câmbio manual do modelo, tipo de transmissão que, apesar dos desejos dos mais puristas, praticamente passa batida na preferência dos consumidores de SUVs. 

Com tudo isso, a ótima notícia é que a versão topo de linha passa a compartilhar com o primo Citroën C4 Cactus o ótimo conjunto formado pelo motor 1.6 THP, com turbo e injeção direta, e a caixa automática de 6 marchas. Com a novidade, a Peugeot espera que a versão Griffe 1.6 THP automática passe a responder por cerca de 15% do mix de vendas do modelo a partir de agora. 

Externamente, o SUV compacto também passa a contar com um visual alinhado com os demais SUVs da gama, ostentando uma grade frontal que remete ao 3008 e ao 5008. A Peugeot também trouxe para o 2008 nacional um novo para-choque frontal, que ampliou o ângulo de entrada do modelo para 23º, bem como mexeu no capô, que torna-se mais vertical no modelo a partir da linha 2020. Segundo a marca, as alterações que o 2008 recebeu aqui no Brasil são diferentes do facelift realizado na Europa.

 

Após todos esses aprimoramentos, a Peugeot espera aumentar as vendas do 2008 em aproximadamente 30%. Caso a meta seja alcançada, certamente será muito bom para o modelo, que hoje conta com uma discreta participação na categoria, ocupando o 10º lugar em vendas e perfazendo uma média de 664 emplacamentos/mês. 

Durante a apresentação do Peugeot 2008 2020, a marca convidou a mídia especializada para avaliar por cerca de 50 km o modelo com a motorização 1.6 16V flex aspirada e realizou uma atividade em pista com a opção 1.6 THP flex. A opção da fabricante por “preservar” a configuração turbo é natural, uma vez que ela chegará às concessionárias apenas no segundo semestre deste ano.

Fato é que o custo-benefício do Peugeot 2008 em sua linha 2020 ficou muito competitivo. Se a sua ideia, por exemplo, é comprar o modelo mais completo, a diferença de R$ 10.000 entre as versões Griffe 1.6 aspirada (R$ 89.990) e Griffe 1.6 THP (R$ 99.990) torna a aquisição da configuração turbo uma pedida bem mais interessante.

Por menos de R$ 100.000, o Peugeot 2008 com a motorização de 173 cv e 24,5 kgfm de torque é um modelo tão rápido quanto o Citroën C4 Cactus e oferece um dos melhores níveis de desempenho dentro do segmento. Para quem procura um modelo legitimamente mais esportivo, com certeza vai encontrar no 2008 ou no C4 Cactus com a motorização 1.6 THP as melhores escolhas na categoria.

Além disso, em especial para quem viaja com frequência ou precisa trafegar por aclives e subidas de serra, toda a reserva de potência e torque que o motor 1.6 turbo confere ao 2008 torna o modelo um carro bem mais convidativo para esse tipo de ambiente. Também pesa na indicação do 2008 THP a presença dos controles de tração e estabilidade, que são gerenciados pelo Grip Control. O recurso, que conta com cinco ajustes (padrão, areia, neve, lama ou ESP desativado) prepara as respostas do carro para trafegar por diferentes pisos com a melhor aderência possível, uma solução prática e eficiente.

Não que o 2008 1.6 aspirado seja um carro apático, muito pelo contrário, uma vez que para o uso urbano ele entrega um comportamento mais do que adequado, porém é inegável que o Peugeot 2008 brilha bem mais com o 1.6 THP sob o capô. O câmbio automático de 6 marchas, que oferece os modos esportivo e econômico, atua de uma forma muito boa com os dois propulsores. Segundo a Peugeot, a função que prioriza a economia de combustível ajuda em uma redução de 6,5% no consumo em relação ao modo convencional do câmbio.

A Peugeot, até o momento, não revelou as médias de consumo do 2008 1.6 THP agora com a caixa automática, porém a SUV com motor 1.6 16V flex aspirado e o câmbio em questão conta com parciais de 10,7 km/l na cidade e 13 km/l na estrada com gasolina, números bem aceitáveis.

Algo que realça também a esportividade do SUV compacto francês vai para o habitáculo com o seu interessante painel em dois níveis, que cria uma cabine mais envolvente, em especial graças ao volante de dimensões reduzidas e ótima empunhadura. 

É fato que o Peugeot 2008 poderia melhorar um pouco o espaço para os ocupantes do banco traseiro, em especial para a cabeça. Passageiros mais altos devem ter cuidado ao acessar o carro para não esbarrar na lateral do teto. O porta-malas do modelo, que acomoda até 355 litros de bagagem, não é dos maiores do segmento e fica na média do que Ford EcoSport, VW T-Cross, entre outros oferecem.

A partir da linha 2020, o Peugeot 2008 parte de R$ 69.990 em sua versão Allure, opção que atende tanto o público em geral quanto os clientes PcD que realizam a compra com isenção. Realçando o bom custo-benefício da gama, o modelo traz de série 4 airbags, iluminação diurna em LED, central multimídia com sistema de espelhamento de smartphones, limitador e regulador de velocidade, trio elétrico, ar-condicionado, entre outros.

Para o público PcD, vale a pena destacar que a Peugeot vai oferecer alguns pacotes de acessórios especiais, como o kit “Essencial PCD” (R$ 4.186,50), que contempla as rodas de liga leve aro 16”, bem como o “Essencial Plus PCD” (R$ 5.190), que reúne as rodas de liga leve, sensor de estacionamento traseiro e a função um toque para acionamento do vidro elétrico.

Acima dessa versão, o Peugeot 2008 chega ao mercado em sua linha 2020 na opção Allure Pack, também com motor 1.6 aspirado e câmbio automático de 6 marchas. Ela é tabelada em R$ 79.990 e acrescenta os faróis de neblina, volante com revestimento de couro, câmera de ré, rodas de liga leve aro 16” com acabamento diamantado e alarme perimétrico.

Logo acima os clientes poderão encontrar as versões Griffe. A opcão 1.6 aspirada (R$ 89.990) soma à lista de itens da Allure Pack o teto solar panorâmico fixo, 6 airbags, ar-condicionado automático digital com 2 zonas, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis e bancos com revestimento de couro parcial.

Como já mencionamos, a versão mais cara passa a ser a Griffe 1.6 THP automática de R$ 99.990, que acrescenta os controles de tração e estabilidade, além do Grip Control. A Peugeot também já abriu a pré-venda do 2008 Inconcert by JBL, que traz um “kit sonoro” desenvolvido especialmente para o SUV com alto-falantes, tweeters, subwoofer slim e amplificador fornecidos pela JBL. Apenas 50 unidades da série especial serão produzidas, sendo que ela terá preço sugerido de R$ 104.990. No lançamento, contudo, a Peugeot vai comercializar a série especial com o sistema de som aprimorado pelo mesmo preço da versão Griffe 1.6 THP convencional. 

A Peugeot, ao menos de forma oficial, ainda não toca em uma vírgula sobre a nova geração do 2008, que deverá ser fabricada na Argentina e, de acordo com alguns rumores, deverá coexistir com o SUV atualmente fabricado em Porto Real (RJ). De qualquer forma, com a estreia da linha 2020 e o câmbio automático contemplando toda a gama, o Peugeot 2008 chega ao mercado de uma maneira bem mais competitiva, incluindo o apelo esportivo de sua versão Griffe 1.6 THP. Vamos ver qual será a resposta do mercado ao longo dos próximos meses.

 
 
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020
 
 

 

Ficha técnica

Peugeot 2008 2020 Griffe 1.6 16V flex automático 4p
Categoria SUV compacto
Vendas em 2017 10.572 unidades
Motor 4 cilindros, 1587 cm³
Potência 115 cv a 5750 rpm (gasolina)
Torque 16,1 kgfm a 4000 rpm
Dimensões Comprimento 4,159 m, largura 1,739 m, altura 1,583 m, entreeixos 2,542 m
Peso em ordem de marcha 1248 kg
Tanque de combustível 55 litros
Porta-malas 355 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/