Com ajuda da Dacia, Renault pode ter um rival para Tiguan Allspace, Tiggo 8 e o futuro Jeep 7 lugares nacional

Subsidiária de baixo custo do grupo francês terá mais liberdade de atuação e prepara um inédito SUV médio
Dacia Bigster Concept

Dacia Bigster Concept | Imagem: Divulgação

Hoje responsável por “abastecer” a Renault aqui no Brasil com seus modelos de maior volume de vendas, a Dacia conquistou um inegável sucesso com os projetos de Logan, Sandero e Duster, provando que domina como poucas o complexo desenvolvimento de um carro que ofereça bom custo-benefício e ao mesmo tempo seja rentável.

Como um reconhecimento do competente trabalho da marca, o Grupo Renault concedeu mais liberdade para a Dacia alçar voos maiores no plano de cinco anos do conglomerado, estratégia que foi revelada nesta semana.

Entre alguns pontos-chave que vão nortear a nova “unidade de negócios” formada pela Lada e a Dacia, podemos destacar três itens principais: o foco no uso da plataforma CMF-B, o começo da eletrificação dos carros das duas marcas e a interessante “autorização” para que tanto a Lada quanto a Dacia possam atuar também em segmentos de maior porte (e faixa de preço).

Com isso, o Grupo Renault adiantou que a marca Dacia deverá adicionar três modelos em sua gama global daqui até 2025, sem considerar o início das vendas das respectivas novas gerações de Logan, Sandero e Stepway neste ano na Europa.

Dacia Bigster Concept: marca vai avançar para o segmento de médio porte
Dacia Bigster Concept: marca vai avançar para o segmento de médio porte
Imagem: Divulgação

Uma boa antecipação do que podemos esperar para a renovada gama Dacia nos próximos anos pôde ser vista por meio do estudo Bigster Concept, também anunciado nesta semana. 

Segundo a Dacia revelou, o modelo terá comprimento na casa de 4,60 m e será a representação do “jeito Dacia de fazer um modelo de categoria média se tornar acessível, ao custo de um produto do segmento abaixo”. Ainda sobre o protótipo, a fabricante também acrescentou que “suas generosas dimensões na parte externa são a promessa de um interior muito espaçoso”. 

Dacia Bigster Concept
Dacia Bigster Concept
Imagem: Divulgação

Ao levarmos em consideração o comprimento antecipado pela marca, fica claro que o SUV derivado do Bigster Concept será maior do que Jeep Compass, VW Taos e Toyota Corolla Cross, modelos que ficam na faixa de 4,45 m, aproximando-se mais de SUVs 7 lugares como VW Tiguan Allspace e CAOA Chery Tiggo 8, que alcançam 4,70 m. Logo, já podemos subentender que a Dacia deverá projetar o modelo com opções de duas ou três fileiras de assentos, característica que está em alta hoje em dia. Aqui no Brasil, inclusive, a Jeep vai entrar no segmento com seu modelo inédito produzido em Goiana (PE) a partir do segundo semestre deste ano. 

Dacia Bigster Concept
Dacia Bigster Concept
Imagem: Divulgação

Prometendo custo competitivo e sabendo que a plataforma CMF-B também será a nova base para os modelos da Aliança Renault-Nissan aqui no Brasil, fica aberta uma interessante possibilidade para que a Renault possa nacionalizar o SUV derivado do Bigster Concept como uma competitiva opção de SUV 7 lugares aqui no Brasil. É fato que, mesmo importado e com um preço superior, o Tiguan Allspace conquistou uma notável aceitação aqui no Brasil. O mesmo ocorreu com o Tiggo 8 montado no Brasil, que motivou a CAOA Chery a dobrar a produção do SUV. Logo, existe demanda por automóveis do tipo em nosso país. Resta saber se está nos planos da Renault aproveitar o novo modelo do grupo também por aqui.