GLi, XEi ou Altis: qual versão escolher do novo Toyota Corolla?

Sedan médio líder em vendas conta com um catálogo enxuto de opções
Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020 | Imagem: Divulgação

Que a nova geração do Toyota Corolla manterá (ou pode até ampliar) o sucesso do sedan aqui no Brasil isso já é fato, como a forte procura pelo modelo no início das vendas em setembro deixou bem claro.

Completamente renovado, o Corolla 2020 traz desde uma nova plataforma ao Brasil, a GA-C, como estreia motores bem mais sofisticados no país, incluindo o avançado conjunto propulsor híbrido flex, que faz do Corolla Hybrid produzido em Indaiatuba (SP) o primeiro carro do mundo a mesclar motores elétricos com um propulsor térmico capaz de aceitar etanol, gasolina ou a mistura de ambos em qualquer proporção.

Um ponto muito interessante da estratégia da Toyota para a 12ª geração do Corolla por aqui foi a racionalização e a simplificação do leque de versões, o que colabora não só para facilitar o processo de escolha por parte do consumidor, como também é mais interessante para o futuro dono do carro no longo prazo, uma vez que, ao reunir os principais equipamentos de conforto, segurança e tecnologia em poucas configurações e sem opcionais, elas se tornam mais valorizadas na hora da revenda e contam com boa liquidez. No caso do Corolla, isso é até realçado graças à boa procura que o modelo registra entre os concorrentes no mercado de usados.

Vamos conferir, então, uma análise para cada uma das configurações do Corolla, apontando os pontos fortes e fracos de cada uma.

Corolla GLi – R$ 99.990

A opção de entrada do Toyota Corolla, como ocorre no rival Honda Civic LX 2020, tem a função de não superar a "barreira psicológica" dos R$ 100.000, figurando como uma isca para os consumidores. Nessa configuração, o Corolla já conta com o excelente propulsor 2.0 Dynamic Force dotado de injeções direta e indireta, entre outros atributos, além do câmbio automático Direct Shift CVT, central multimídia, 7 airbags, controles de tração e estabilidade, câmera de ré, acendimento automático dos faróis e rodas de liga leve aro 16”, mas fica devendo o revestimento interno de couro, por exemplo, um recurso muito desejado por consumidores de sedans médios. O Corolla GLi 2020 mostra-se muito melhor equipado do que a mesma versão na geração anterior do modelo, portanto já pode figurar como uma opção a ser considerada para o sedan, mas, pela diferença não muito grande em termos financeiros para o catálogo intermediário, é mais interessante considerar a compra do Corolla XEi.

Corolla XEi – R$ 110.990

O Corolla XEi conta com um retrospecto favorável de ser a opção mais vendida do sedan e não é sem razão, uma vez que traz o custo-benefício mais interessante dentro da gama considerando os itens de série presentes no modelo. O catálogo intermediário do Corolla adiciona, em relação ao Corolla GLi, o revestimento interno completamente de couro (no GLi ele mescla couro com tecido), ar-condicionado automático digital, chave presencial, rodas de liga leve aro 17”, controlador de velocidade de cruzeiro, entre outros. Estamos falando de uma diferença de 10% no preço em relação ao GLi, mas certamente essa é, de longe, a versão de maior liquidez do Toyota Corolla, portanto vale a pena o gasto extra.

Corolla Altis Premium 2.0 flex – R$ 124.990
Corolla Altis Hybrid – R$ 124.990
Corolla Altis Hybrid Premium – R$ 130.990

A Toyota preparou um posicionamento muito interessante para a configuração topo de linha do Corolla, inclusive ajudando a difundir a propulsão híbrida, uma grande estrela da nova geração do modelo fabricado no Brasil. A configuração Altis Premium com motor 2.0 flex traz a vantagem de já contar com o avançado pacote Toyota Safety Sense, que engloba o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo, farol alto automático e o aviso de mudança de faixa. Para quem valoriza ao estilo, o Corolla Altis quando equipado com o pacote Premium também conta com teto solar, sendo que pela primeira vez o Corolla brasileiro sai de fábrica com o equipamento. Pelo mesmo preço do Corolla Altis Premium 2.0, é interessante você partir para o Corolla Altis híbrido flex caso percorra longas distâncias com o veículo, já que a maior economia proporcionada pelo conjunto (o modelo é capaz de entregar médias na casa de 20 km/l na cidade) vai lhe render uma sensível redução no gasto envolvendo combustível e, o que também deve ser levado em conta, você emitirá bem menos gases tóxicos para a atmosfera. Com isso, o Corolla Hybrid desponta como uma excelente pedida dentro da linha 2020 do modelo logo após a versão XEi. Se o orçamento permitir, é ainda mais interessante e recomendável (em termos de facilidade de revenda no futuro) adquirir o modelo híbrido com o pacote Premium, que acrescenta o Toyota Safety Sense à configuração, bem como um acabamento interno mais caprichado, mesclando couro nas tonalidades bege claro e marrom (também presente no Altis Premium 2.0 flex). Em termos de desempenho, o Corolla 2.0 flex pode ser ligeiramente superior ao híbrido, mas a eficiência do conjunto propulsor eletrificado é algo que faz uma importante diferença.

Toyota Corolla 2020
Toyota Corolla 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!