Hispano Suiza renascerá em Genebra 2019

Fundada no início do século passado, fabricante espanhola apresentará um esportivo elétrico no Salão de Genebra em março do ano que vem
O esportivo elétrico da Hispano Suiza: resgatando seu passado

O esportivo elétrico da Hispano Suiza: resgatando seu passado | Imagem: Divulgação

Uma das marcas mais de carros mais antiga do mundo pretende voltar ao mercado em 2019. A espanhola Hispano Suiza marcou sua reestreia no Salão de Genebra em março do ano que vem onde apresentará um esportivo elétrico ainda inédito.

Nas mãos do bisneto do fundador da marca, Damián Mateu, a Hispano Suiza voltará a produzir seus veículos em Barcelona, onde surgiu em 1904. Para Miguel Suqué Mateu “O sucesso na realização de um sonho que tivemos durante anos, ver mais uma vez a Hispano Suiza na estrada, no mundo todo”.

Segundo ele, a Hispano Suiza construiu o primeiro carro elétrico do mundo, mas acabou não o colocando em produção logo no início dos anos 1900. Agora, a marca espanhola pretende retomar seu papel na indústria e em escala global, garante.

Motores de aviação

Por enquanto, o protótipo não passa de uma silhueta, mas a tarefa da família não será fácil tantos anos depois de sair do mercado de automóveis.

A Hispano Suiza teve uma carreira intensa até o início da década de 1930 quando expandiu sua atuação para a produção de máquinas e também motores de aviões. Um braço francês da empresa acabou comprada pelo governo do país antes da Segunda Guerra.

Enquanto a Hispano Suiza francesa permaneceu como produtora de motores de aviação até ser assumida pela Snecma a matriz espanhola acabou fundando o que viria a ser a SEAT, uma marca hoje parte do grupo Volkswagen.

Mas a família Mateu manteve a chama do renascimento acesa durante esse tempo na esperança de relançá-la um dia. Esse momento quase ocorreu há quase 20 anos quando a empresa Mazel fechou um acordo para desenvolver um protótipo de corrida, o HS21, que pretendia disputar competições de Gran Turismo.

O cupê de dois lugares e motor V8 foi apresentado em Genebra em 2000 e 2002 mas a iniciativa não foi à frente. Desta vez, no entanto, tudo leva a crer que o logo em que asas envolvem as bandeiras espanhola e suíça (origem do nome “hispânico suíço”) estará de volta ao capô de novos automóveis.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!