Jeep terá séries especiais do Renegade e Compass

Modelos importados da Chrysler ficam em suspense por conta da cotação do dólar
Jeep Wrangler 2019

Jeep Wrangler 2019 | Imagem: Autoo

As marcas sob o guarda-chuva da Chrysler vivem situações opostas no Brasil. Enquanto a Jeep figura como a 9ª marca mais vendida no país graças ao dois SUV fabricados em Pernambuco a Dodge e RAM têm participação figurativa assim como os modelos importados pela própria Jeep – a Chrysler já deixou de ser vendida aqui há algum tempo.

A culpa recai na cotação elevada do dólar que inviabiliza a comercialização de modelos importados, algo que pode mudar em 2019 caso o real consiga se valorizar nos próximos meses. Diante disso, resta à FCA, holding que controla essas marcas e também a Fiat, investir em série especiais do Renegade e Compass, modelos que acabaram de ganhar novidades em suas versões normais.

O Renegade, levemente reestilizado, ganhará uma série limitada com o sobrenome Wyllis. Baseada na versão Trailhawk ela incorpora detalhes estéticos apenas para relembrar a famosa marca. Já o Compass S é uma série especial que acrescenta o pacote de condução autônoma formado por controle adaptativo de velocidade (ACC), aviso de colisão frontal com frenagem automática (FCW+) e monitoramento de mudança de faixa com correção ativa (Lane Sense).

A Jeep mostra ainda o novo Wrangler, jipe que será vendido no Brasil em 2019 em três versões, e o novo Cherokee reestilizado que, por conta do câmbio, está no salão apenas para “avaliação”.

Figurantes

Já as demais marcas do grupo têm participação discreta no evento. A RAM, por exemplo, traz novamente a picape 1500 que seria uma boa concorrente no segmento médio, porém, como é produzida nos EUA não tem condições comerciais para ser vendida por aqui.

A Dodge, por sua vez, mostra o Journey na versão R/T com pacote Blacktop em que os detalhes cromados são trocados pelo acabamento preto. O SUV, no entanto, vende pouquíssimo, assim como ocorreu com o Durango, irmão maior que deixou de ser importado em 2017, mas que está de volta ao salão.

Por fim, a montadora faz a alegria dos visitantes com o Dodge Challenger SRT Hellcat, versão com 727 cv de esportivo que, infelizmente, não é vendida oficialmente no país.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!