Nada de nova geração: no Brasil, Renault Captur deverá ganhar apenas um facelift

Imagens do modelo circulando deixam mais clara a estratégia da fabricante para o SUV
Com diferenças sutis, facelift da primeira geração do Captur estreou em 2017 na Europa

Com diferenças sutis, facelift da primeira geração do Captur estreou em 2017 na Europa | Imagem: Divulgação

Enquanto na Europa a Renault já apresentou a nova geração do Captur – SUV posicionado acima do Duster em termos de preço – ao que tudo indica o caminho para o modelo produzido aqui será outros.

Recentes flagras publicados pelo site Autos Segredos mostram que a Renault deverá optar por lançar aqui no ano que vem apenas a atualização de meio-ciclo que o Captur recebeu na Europa em 2017.

Com isso, em relação ao Captur já produzido aqui, mudam apenas detalhes estéticos como rodas, para-choques, grade frontal, faróis, entre outros. Resta saber se a Renault pretende efetuar melhorias também na parte interna. O Captur sofre com um interior simples demais para um veículo que procura se destacar no segmento tendo como apelo o design. 

Uma boa notícia é que, seguindo os passos do novo Duster, o Captur também deverá ser beneficiado com o motor 1.3 turbo, o que deverá elevar consideravelmente os ganhos em eficiência do SUV compacto.

Atualmente o Captur ocupa a 10ª posição em vendas no ranking do segmento, ficando atrás do Duster. Com a estreia da atualização do Duster programada para estrear em março, a Renault precisa atualizar o Captur para que ele não perca ainda mais espaço dentro da categoria. Melhor mesmo, contudo, se a marca apostasse na nova geração dele por aqui.

Renault Captur 2020
Apenas como comparação, acima o Renault Captur 2020: SUV já está em sua segunda geração no mercado europeu 
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!