Nova geração da Ford Ranger pode ter até versão elétrica

Picape renovada chega ao mercado brasileiro em 2023
Projeção antecipando a nova geração da Ranger, confirmada para 2023 no Brasil

Projeção antecipando a nova geração da Ranger, confirmada para 2023 no Brasil | Imagem: Kleber Silva

Ocupando atualmente o posto de veículo de entrada da Ford no Brasil, novas informações sugerem que a Ranger trará um notável pacote de evoluções em sua próxima geração.

Apesar de preservar a mesma plataforma (T6) da picape atual, a nova geração da Ranger contará com alguns aprimoramentos que permitirão a entrega de um nível bem mais alto de tecnologia de propulsão.

Durante entrevista ao Automotive News nesta semana, o chefe da divisão europeia da Ford para veículos comerciais, Hans Schep, anunciou que a empresa prepara para a próxima geração da Ranger uma variante plug-in que será lançada em algum momento até 2025. 

A fala de Schep, contudo, deixa dúvida se a referência diz respeito a uma variante híbrida plug-in ou, quem sabe até, uma opção 100% elétrica para a picape média. Dois pontos tornam favoráveis a possibilidade de contarmos com uma Ranger sem emissões em um futuro próximo. 

Em primeiro lugar podemos citar a notável aceitação que a nova Ford F-150 Lightning registrou nos EUA, somando 70 mil pedidos em apenas uma semana para a configuração completamente elétrica da picape. Com isso, fica claro que existe demanda pela configuração no segmento. 

Em segundo lugar, alguns especialistas apontam que modelos híbridos plug-in podem não ser tão amigáveis ao meio ambiente quanto se julgava até então, o que poderia levar a uma migração direta para um conjunto completamente elétrico. 

Segundo rumores, a nova geração da Ranger está prevista para contar com uma variante híbrida unindo o motor 2.3 EcoBoost com turbo e injeção direta a um motor elétrico para que, em conjunto, a dupla ofereça até 367 cv de potência combinada e nada menos do que 69,3 kgfm de torque. 

Picapes médias híbridas devem surgir como uma forte tendência para os próximos anos em substituição às opções turbodiesel convencionais como uma forma de preservar o bom desempenho e a economia de combustível. A próxima geração da Toyota Hilux, por exemplo, contará com uma variante eletrificada. O propulsor híbrido também traz algumas vantagens adicionais, como, por exemplo, preservar o motor térmico para conferir tração ao eixo dianteiro enquanto o propulsor elétrico pode ser instalado entre as rodas traseiras, com isso conferindo tração integral à picape de forma otimizada, eliminando a necessidade de um eixo cardã. Com isso, o conjunto torna-se mais leve e o motor elétrico pode tracionar as rodas traseiras de forma mais precisa. 

Vale a pena ficarmos de olho em tudo o que cerca a nova geração da Ford Ranger uma vez que a evolução da picape já está confirmada para estrear no Brasil em 2023. A produção do modelo vai continuar sendo realizada na Argentina. A previsão é que a picape totalmente renovada será apresentada mundialmente pela Ford no ano que vem.

Projeção para a nova geração da Ranger, esperada para estrear no Brasil em 2023
Projeção para a nova geração da Ranger na visão do designer Kleber Silva
Imagem: Kleber Silva