O Renault Duster já pede por uma renovação há um bom tempo, sobretudo quando colocado ao lado de concorrentes mais modernos como o próprio Captur nacional. Mas, segundo conseguimos apurar, ainda teremos que exercitar um pouco a paciência antes da nova geração do Duster começar a ser produzida por aqui.

Ao que tudo indica, o próximo grande lançamento da Renault para este ano deverá mesmo ser a picape média Alaskan, já confirmada como o destaque da francesa para a edição deste ano do Salão de São Paulo.

Para manter a agenda ocupada – e o público de olho na marca – a Renault deve guardar a estreia do novo Duster para 2019 oferecendo as mesmas novidades já vistas no modelo que roda na Europa.

O Duster manteve a plataforma da primeira geração, a qual não deixa de atender muito bem a proposta do SUV, mas corrigiu muitos problemas do modelo em especial na parte interna.

Em sua nova geração, como é possível constatar nas imagens, o Duster oferece uma cabine mais elaborada do ponto de vista da ergonomia. Se, ao que tudo indica, não recebeu materiais muito nobres, ao menos os botões e teclas parecem melhor instaladas, bem como o visual de painel e console central está mais agradável ao olhar.

Dois pontos chamam a atenção na renovação do modelo. O primeiro deles diz respeito ao bom salto de equipamentos que o SUV passa a entregar ao menos na Europa. Por lá, o novo Duster pode oferecer em suas versões mais completas recursos como detector de pontos cegos, partida remota, chave presencial, acendimento automático dos faróis, dentre outros.

O segundo ponto é que, se tudo correr bem o Rota 2030 estiver vigorando em breve, são grandes as chances do novo Duster inaugurar aqui no Brasil o ótimo motor 1.3 TCe. Equipado com turbo e injeção direta, o propulsor compacto mostra-se muito eficiente e pode entregar até 162 cv de potência e excelentes 27,5 kgfm de torque em sua calibração mais extrema aplicada para o mercado europeu. Sem dúvida nenhuma será um ótimo substituto para o motor 2.0 16V usado até então nas versões mais caras do Duster.

Por fim, o novo Duster deverá contar com uma opção de tração integral para atender quem precisa de um carro capaz de trafegar sobre pisos sem pavimentação. Quem sabe até, assim como ocorreu com o Ford EcoSport Storm, o novo Duster 4x4 também passe a ser oferecido com câmbio automático, tipo de transmissão que domina o segmento de SUVs pequenos.

 
 
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
Renault Duster 2018
Renault Duster 2018
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/