Novo Renault Duster 2018 é apresentado na Europa

Modelo traz novo visual, melhorias no acabamento e ficará mais equipado
Renault Duster 2018

Renault Duster 2018 | Imagem: Divulgação

Por enquanto a Renault não dá detalhes, mas é bem possível que ele passe a ser fabricado por aqui provavelmente dentro de dois anos. Estamos falando do novo Duster europeu, modelo que mantém a plataforma já aplicada no utilitário esportivo mas recebeu uma atualização completa, contemplando desde o visual até o acabamento e nível de equipamentos.

Até o momento só conhecíamos o modelo com a “cara” da romena Dacia, a responsável pelo projeto do modelo, mas nesta terça-feira (14) a Renault divulgou como será o novo Duster seguindo a sua estética visual.

Basicamente, em relação ao Dacia Duster, muda no novo Renault Duster a grade dianteira. A peça conta com um visual muito interessante, com detalhes projetados com acabamento cromado, resultando em um aspecto robusto e sofisticado, algo que tornou-se necessário para o SUV.

Considerando que o Duster brasileiro passou por um facelift em 2015, faz sentido que a nova geração do modelo chegue às concessionárias brasileiras somente em 2019, já que antes a marca ainda precisa renovar o Sandero e o Logan e só depois teria fôlego – e interesse mercadológico – em renovar o SUV compacto. De qualquer maneira, o segmento onde o Duster atua está se tornando cada vez mais competitivo e para que ele se destaque no meio de Jeep Renegade, Ford EcoSport, Hyundai Creta e outros, ele precisa ganhar mais atributos.

Além do retoque no visual, a Renault promete para o Duster a chegada de uma série de equipamentos visando oferecer mais conforto para motorista e passageiros, como câmera de ré multivisão, alerta de ponto cego, partida automática remota, chave presencial, acendimento automático dos faróis, dentre outros recursos.

Por dentro, o Duster 2018 conta com um painel totalmente revisto, bem como o volante. Segundo a Renault, a ideia foi conferir mais “status e ergonomia” à cabine do SUV, dois atributos que, convenhamos, passam longe do Duster vendido atualmente. Os bancos do modelo também foram aprimorados para oferecer mais conforto e melhor apoio para o corpo. A marca também promete “uma atenção cuidadosa para os materiais, montagem e finalização” na concepção do habitáculo do Duster.

O novo Duster poderá receber rodas de liga leve até o aro 17”, sendo que um avanço na parte mecânica vai para um novo sistema de tração 4x4 que oferece uma melhor experiência dinâmica e capacidade off-road, destaca a Renault sem oferecer muitos detalhes sobre o conjunto.

Ainda é cedo para apostarmos em conjuntos mecânicos para o novo Renault Duster no Brasil, mas é quase certo que suas versões mais acessíveis contarão com o 1.6 16V e o câmbio automático CVT como opção. Também deverá caber ao novo Duster brasileiro estrear o novo conjunto mecânico que vai substituir o já defasado 2.0 16V com o câmbio automático de 4 marchas, como adiantamos

Assine a newsletter semanal do AUTOO!