Novidade na linha 2022, Ranger Black é a ''picape com porta-malas''

Versão inédita da picape traz um interessante acessório para a caçamba
Ford Ranger 2022

Ford Ranger 2022 | Imagem: Divulgação

A linha 2022 da Ford Ranger já estava sendo comercializada há um bom tempo, mas nesta sexta-feira (26) a marca introduziu no mercado uma excelente novidade para a picape média.

Trata-se da versão Black, que, como o nome sugere, tem como premissa o visual monocromático tomando como base a cor preta. Como é possível ver nas imagens e no vídeo, a Ranger Black conta com santantônio, rack de teto e estribo lateral pretos, faróis com máscara escura, grade dianteira com pintura exclusiva seguindo a proposta da versão e rodas de liga leve aro 18” escurecidas, entre outros diferenciais.

A grande sacada da Ranger Black, contudo, fica para o seu posicionamento de mercado. Tabelada em R$ 179.900, a missão do novo catálogo da picape é servir de alternativa aos consumidores que desejam um modelo de médio porte abaixo de R$ 180 mil, porém não abrem mão da motorização diesel. De acordo com levantamento da Ford, enquanto a participação de mercado das picapes médias flex alcançava 17,2% do segmento em 2016, atualmente a motorização bicombustível responde por 3,8% dos emplacamentos.

Com nível de equipamentos semelhante ao da Ranger Black e dentro da mesma faixa de preço, as rivais Toyota Hilux e Chevrolet S10 oferecem apenas opções flex. No caso da Hilux, estamos falando do catálogo SRV 4x2 (R$ 176.790) e, na gama S10, da versão LTZ 2.5 4x2 (R$ 176.490). Vale destacar que a Hilux SRV flex tem a opção de tração 4x4, contudo o preço sobe para R$ 190.490. O mesmo ocorre com a S10 LTZ 2.5 flex, que alcança hoje em dia R$ 188.430.

A Ranger Black será movida exclusivamente pelo motor 2.2 Duratorq capaz de entregar 160 cv a 3.200 rpm e 39,2 kgfm de torque. A transmissão é a automática de 6 marchas comum ao restante da gama. Por ter uma orientação vocacionada ao uso urbano, território onde os consumidores de picapes médias flex costumam trafegar, a Ranger Black está alinhada com as concorrentes e oferecerá apenas tração traseira.

Ford Ranger 2022
Ford Ranger 2022
Imagem: Divulgação

Segundo a Ford, com a escolha da tração 4x2 foi possível obter um custo-benefício mais favorável para o modelo, reduzir o consumo e promover um acerto específico para a suspensão, que confere à Ranger Black um rodar mais confortável, preservando a boa dinâmica da picape. A Ranger Black será capaz de entregar médias de 9,5 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada. Aliadas ao tanque de 80 litros, a picape promete ter na grande autonomia um de seus aliados. 

Importante destacar que, para quem não abre mão da tração 4x4 e deseja uma picape com bom custo-benefício, é possível encontrar na gama Ranger a versão Storm (R$ 200.390), que conta ainda com a potência e torque superiores do motor 3.2 turbodiesel aliado ao câmbio automático.

Se a ideia da Ford com a Ranger Black é atrair um consumidor urbano, a nova versão estreia um interessante acessório que promete acertar em cheio esse tipo de cliente. A grande novidade é uma capota rígida desenvolvida pela Ford em parceria com um fornecedor nacional. A cobertura conta com mecanismo de abertura e fechamento por controle remoto, oferece trava antivandalismo e iluminação do compartimento de carga. A Ford também garante proteção contra poeira e água. Conferindo uma praticidade ímpar para a caçamba da Ranger, o novo acessório transforma o local em um “porta-malas” de 1.180 litros, volume que nenhum SUV consegue equiparar considerando a medição padrão. 

Ford Ranger 2022
Detalhe da nova cobertura rígida totalmente retraída: acessório evita entrada de água e poeira na cabine 
Imagem: Divulgação

Segundo a Ford, a cobertura rígida será oferecida para as demais versões da Ranger e seu custo isolado deverá gravitar em torno de R$ 7.500 a R$ 8.000. Vale pontuar que, para os cem primeiros clientes da Ranger Black, a Ford vai oferecer um kit de acessórios englobando a capota rígida, o protetor de caçamba e uma prática rede porta-objetos para pequenos volumes, tudo isso sem custo adicional. Se adquiridos separadamente, os três acessórios somariam R$ 10 mil, detalha a marca.

Ford Ranger 2022
Prática rede para transporte de objetos menores é outro recurso de praticidade na Ranger Black 
Imagem: Divulgação

Em nosso primeiro contato com a Ranger Black, tanto a capota rígida com acionamento elétrico quanto a rede porta-objetos mostraram-se muito interessantes e devem facilitar muito o dia a dia com a picape, em especial para quem transporta sacolas ou cargas pequenas. Os dois acessórios colaboram muito para facilitar a manipulação de itens menores.

Bem equipada, a Ranger Black sai de fábrica com 7 airbags, controles de tração e estabilidade, central multimídia completa, câmera de ré, sensor de estacionamento, entre outros recursos. A partir da linha 2022, a gama Ranger também recebe o importante reforço do aplicativo FordPass Connect, sistema de telemática da marca que permite realizar, diretamente do smartphone, funções como travamento e destravamento da picape, partida remota, obter a localização do veículo, entre outras operações.

Com a adição do novo catálogo, a gama Ranger 2022 torna-se bem completa, com versões cobrindo praticamente todas as faixas de preço e propostas dentro do segmento. Com isso, a picape média da Ford consolida-se como uma das melhores opções na categoria.