Apenas 26 emplacadas em fevereiro: por que a Amarok vendeu tão pouco?

Volkswagen explica motivo da queda abrupta nos emplacamentos da picape média
Volkswagen Amarok 2021

Volkswagen Amarok 2021 | Imagem: Divulgação

Sem dúvida um fato que chamou a atenção no ranking de vendas em fevereiro foi o número de emplacamentos da Volkswagen Amarok. De acordo com os dados oficiais, somente 26 unidades da picape média ganharam as ruas do país, um volume extremamente baixo considerando que o modelo foi a escolha de 188 consumidores em janeiro e alcançou média de 885 unidades vendidas/mês ao longo de 2020.

Procurada pelo AUTOO, a Volkswagen nos esclareceu a questão. De acordo com a empresa, o processo de férias coletivas adotado pela fábrica de General Pacheco, onde a Amarok é produzida na Argentina para abastecer o mercado regional, acarretou em um volume menor de unidades disponíveis da picape. A medida foi adotada até a metade de janeiro deste ano. A VW detalha que novos lotes da Amarok estão programados para chegar ao Brasil a partir de março, o que certamente deverá re-estabelecer o fluxo de vendas normal da picape média. 

No fim de 2020, a Amarok estreou no Brasil sua versão V6 com aprimoramento na potência, que saltou para 258 cv. Segundo a VW, na época da apresentação da novidade “as primeiras 400 unidades disponíveis para pré-reserva foram vendidas em somente 18 minutos. Na sequência, foram colocados à venda mais três lotes com 200 unidades cada e todos foram vendidos também em questão de minutos. Com isso, em menos de um mês a Volkswagen do Brasil vendeu as 1000 unidades iniciais que tinha à disposição”, pontua a fabricante. 

Oferecendo como principal atributo o ótimo desempenho, a VW Amarok com o motor V6 turbodiesel recalibrado é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos. Outra novidade da Amarok V6 2021 é a função overboost, por meio da qual a picape pode oferecer, ao longo de 10 segundos, 272 cv potência. Para acioná-la, explica a VW, basta o motorista pisar fundo no acelerador enquanto trafega em uma velocidade entre 50 km/h e 120 km/h. O recurso favorece em especial as respostas da picape no caso de ultrapassagens, sobretudo com a caçamba carregada. A picape com motor V6 turbodiesel oferece ainda sistema de tração integral permanente e câmbio automático de 8 marchas. 

Atualmente a Amarok V6 é comercializada nos catálogos Highline (R$ 256.270) e Extreme (R$ 270.100). Apesar do alto desempenho, vale destacar que a Amarok fica devendo recursos avançados de tecnologia mesmo em seu catálogo mais completo. Na Ford Ranger Limited (R$ 249.990), por exemplo, encontramos assistentes de condução sofisticados entre eles o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, piloto automático adaptativo, farol alto automático, sistema de permanência em faixa, entre outros. Em sua versão Limited, a Ranger conta com motor 3.2 de 5 cilindros turbodiesel com 200 cv de potência.

Volkswagen Amarok 2019
Ponto de destaque na Volkswagen Amarok V6 é o alto desempenho: picape pode atingir 272 cv
Imagem: Divulgação