Por R$ 550 mil, leve uma perua que anda como Ferrari

Audi RS6 Avant chega ao Brasil com números superlativos para um modelo supostamente familiar

Audi RS6 Avant: motor menor que o antecessor, mas mais desempenho | Imagem: Divulgação

No ostracismo em várias partes do mundo, as peruas (não, não falamos da espécie humana, que continua a se proliferar pelos shoppings) andam sumidas das listas de carros desejados. Mas há exceções, as "sportwagons" alemãs. As marcas de luxo do país adoram transformá-las em bólidos capazes de assustar alguns donos de esportivos nas Autobahns. É o caso da RS6 Avant, da Audi.

AUTOO teve contato com um exemplar da super perua e podemos dizer que foi literalmente uma volta rápida: andamos 18 quilômetros num circuito no interior de São Paulo e comprovamos a força do motor V8 de 4.0 litros da linha TFSI, equipado com dois turbos. São nada menos que 560 cv e torque máximo de 71,3 kgfm.

A perua esportiva sai da inércia e atinge os 100 quilômetros por hora em apenas 3,9 segundos. A versão que será importada para o Brasil recebeu o pacote Dynamic Plus que libera a velocidade máxima para 305 km/h - normalmente, a Audi e outras alemãs limitam a máxima a 250 km/h. Estes números são suficientes para dar ao modelo o título de perua mais veloz do mundo produzida em série, de acordo com a Audi. A versão anterior vinha equipada com um motor V10 de 5 litros, que desenvolvia 580 cv de potência, mas com aceleração de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos (na versão sedã) e torque máximo de 66,8 kgfm.

Veja também: Novo A3 Sportback esbanja esportividade

Para manter tudo isso no chão, o Audi RS6 Avant vem com tração integral Quattro acoplada a uma transmissão automática de oito velocidades que, quando colocada em módulo manual, não troca de marcha automaticamente, o que deveria ser padrão em todos os modelos.

Se para acelerar, não falta disposição, para frear a história não é diferente. Os freios a discos ventilados usam fibra de carbono e cerâmica e têm 420 mm de diâmetro. As rodas são de 21 polegadas disponíveis em três versões: prata de alto brilho, preto polido e aparência de titânio polido. O controle eletrônico de estabilidade (ESC) vem como modo Sport que pode ser desativado por completo pelo condutor.

Com toda essa cavalaria e para ficar “politicamente correta” a Audi colocou sistemas para melhorar eficiência de consumo de combustível como o sistema Start-Stop. Outra tecnologia de eficiência no Audi RS6 Avant é o sistema de cilindro sob demanda (COD). Em velocidades intermediárias, ele desliga as válvulas de admissão e escape dos cilindros 2, 3, 5 e 8. Desta forma, ele funciona como um motor quatro cilindros até que o motorista acelere forte novamente.

O interior do modelo conta com painel de instrumentos com fundo negro, mostradores com números brancos e ponteiros vermelhos. O volante esportivo com base achatada, a chave, as soleiras exclusivas com iluminação, o tacômetro e os monitores do MMI (Multi Media Interface), assim como o sistema de informação ao condutor (DIS – Driver Information System), receberam logos esportivos RS.

O Audi RS6 Avant terá as vendas iniciadas em dezembro com preço estimado de R$ 550 mil, que pode variar de acordo com o câmbio em euros. Mas certamente não chegará ao preço de uma Ferrari e muito menos deixará de levar a família inteira de 0 a 100 km/h em menos de quatro segundos.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!