Strada sobe em fevereiro enquanto o Ka cai para 30º lugar no ranking de vendas

Fiat abre vantagem em relação à Volkswagen e lidera em 2021. Sem produtos nacionais, Ford fecha o mês na 10ª colocação
Mesmo sem a primeira geração, picape Strada continua vendendo mais. Fora de linha, Ka vai se despedindo do ranking

Mesmo sem a primeira geração, picape Strada continua vendendo mais. Fora de linha, Ka vai se despedindo do ranking | Imagem: Divulgação

Em meio aos efeitos do isolamento social, e também de problemas com falta de componentes, as vendas de veículos no Brasil em fevereiro apresentaram queda de 18% em relação ao mesmo período de 2020, o último antes da pandemia.

Foram emplacados 158 mil automóveis e comerciais leves, redução de 3% se comparado a janeiro. A Fiat ampliou sua vantagem em relação a Volkswagen e é a líder com folga neste ano. A marca acumula 64,4 mil emplacamentos em 2021 contra 53,8 mil da rival alemã.

Mais vendida nos anos anteriores, a Chevrolet começou o ano patinando. No primeiro bimestre acumula apenas 51,5 mil carros vendidos, 18 mil a menos que no início de 2020. A queda significativa é causada sobretudo pelo Onix, seu modelo mais vendido, que perdeu mais de 14 mil emplacamentos este ano se comparado ao período anterior.

O Onix segue em primeiro lugar, mas a picape Strada se aproximou em feveriro. Se em janeiro a distância entre os dois era de pouco mais de 1.300 unidades, no mês passado ela foi de 890 veículos. No acumulado do ano, o hatch compacto ainda tem uma boa margem, agora levemente ampliada.

Além do bom desempenho da Strada, a Fiat ainda emplacou mais três modelos entre os 10 mais vendidos do Brasil, a picape Toro, o hatch Argo e o compacto Mobi.

Entre os SUVs compactos, tanto Renegade quanto T-Cross tiveram quedas, enquanto o Tracker, Creta, HR-V e Kicks ampliaram seus emplacamentos. O quadro, no entanto, segue praticamente inalterado.

Chevrolet Onix 2021
Chevrolet Onix 2021
Imagem: Divulgação

10ª mais vendida em fevereiro, Ford cai pelas tabelas

Como previsto, a Ford continua firme em direção ao fundo do ranking. A marca norte-americana, que passou a ser uma importadora após fechar as fábricas do EcoSport e do Ka, terminou fevereiro com somente 3.739 veículos emplacados, 2 mil unidades a menos que a Nissan, a 9ª colocada.

Por muitos anos a 4ª marca mais vendida do país, a Ford já vinha sofrendo para se manter no topo do ranking. Primeiro sem os modelos globais como Fiesta, Focus e Fusion e agora sem seus compactos nacionais, a empresa viu seu portfólio minguar e agora oferece apenas a picape Ranger, o SUV chinês Territory e o já antigo Edge, além do esportivo Mustang.

Mais vendido Ford no Brasil, o hatch Ka foi apenas o 30º colocado no ranking geral de fevereiro, com 1.488 unidades emplacadas. No ano passado, nesse mesmo o mês, o modelo havia vendido 8.183 exemplares.

O Ka, seu irmão sedã e o Eco ainda contribuíram para evitar um buraco maior (61% dos emplacamentos de fevereiro foram dos três), mas à medida que os estoques se esgotarem, a marca deve continuar sua jornada rumo ao ostracismo.

Com uma rede de concessionária numerosa prestes a encolher, a Ford aposta suas fichas no SUV Bronco, que virá do México, e em futuros modelos premium como a picape Maverick.

Confira nossas páginas especiais do ranking 2021

Marcas mais vendidas de 2021
Veículos mais vendidos de 2021
SUVs compactos mais vendidos de 2021