Volvo: XC40 agora só elétrico no Brasil e foco em infraestrutura

Empresa inicia plano para criar corredores de mobilidade elétrica no país
Volvo XC40 2022

Volvo XC40 2022 | Imagem: Divulgação

Comprometida com a eletrificação total de sua gama de veículos, a Volvo fez alguns anúncios relevantes nesta quarta-feira (15) envolvendo suas operações no Brasil. 

Um dos temas que merecem destaque é a iniciativa da marca em desenvolver a infraestrutura de recarga para automóveis elétricos no país, ponto que atualmente carece de investimentos locais e será fundamental para uma marca que vai abandonar completamente os propulsores térmicos. 

O projeto da Volvo, que vai contemplar 5 fases, prevê “conectar todo o Brasil através de corredores elétricos”, explicou em sua apresentação Rafael Ugo, diretor de marketing da fabricante. A proposta contempla a instalação de carregadores rápidos nas principais rodovias do país e a meta é que a primeira fase estará em funcionamento já em 2022. 

Na etapa inicial “serão criados 13 corredores elétricos que abrangem 3.250 quilômetros saindo de São Paulo (SP) e ligando cidades como Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Uberlândia (MG), Baixada Santista, litoral norte, entre outras. Cada um dos pontos terá capacidade para carregar dois veículos simultaneamente”, detalha a Volvo.  

Os carregadores rápidos em questão contam com 150 kWh de capacidade e serão capazes de carregar um veículo como o XC40 Recharge em menos de 40 minutos. 

Com isso, estamos proporcionando aos proprietários de carros elétricos fazerem viagens intermunicipais e até interestaduais com seus veículos. Todos os carregadores serão instalados em locais de parada e conveniência, com segurança e comodidade para que as pessoas possam deixar seus carros carregando enquanto almoçam, jantam ou simplesmente fazem a parada para um cafezinho”, acrescenta o diretor de marketing da Volvo.  

A fabricante não informou o valor que será gasto com a iniciativa, acrescentando que a licitação da empresa que vai fornecer os carregadores encontra-se em etapa final. 

Ainda no campo da infraestrutura, a Volvo estabeleceu parceria com a EcoRodovias para a instalação de carregadores do tipo Wallbox em 52 bases operacionais ou de atendimento aos usuários. Atualmente a empresa administra nove concessões de rodovias que somam 3.368 quilômetros de extensão em oito estados nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Os aparelhos estarão plenamente operacionais até fevereiro de 2022.  

Atualmente a Volvo já disponibiliza cerca de 1.000 eletropostos no território nacional com carregadores rápidos sem cobrança para a recarga. Os mesmos podem ser utilizados por proprietários de outras marcas. 

Leia também: 
Seguro e rápido, Volvo XC40 Recharge quer ser o elétrico mais vendido do Brasil

Para reforçar seu compromisso com a eletrificação plena de sua gama no Brasil, a Volvo declarou ainda que a partir desta quarta-feira o XC40 será comercializado localmente apenas em sua configuração elétrica. 

Mesmo com o passo ousado, uma vez que o XC40 é atualmente o segundo modelo mais vendido da marca no Brasil, ficando atrás apenas do XC60, a Volvo espera que os emplacamentos da “família 40” cresçam na casa de 8% a 10% em 2022.

Vale lembrar que a família em questão ganhará um reforço importante no ano que vem, quando o SUV cupê elétrico C40 deverá ser lançado por aqui

Com uma proposta interessante, o XC40 Recharge começou a ser vendido no Brasil em setembro deste ano por R$ 389.950. 

Equipado com dois motores elétricos, que lhe conferem tração integral, o XC40 Recharge conta com 408 cv de potência combinada e mais de 67 kgfm de torque. O conjunto acelera o SUV de 0 a 100 km/h em rápidos 4,9 segundos, enquanto a autonomia gira em torno de 400 km. 

Desde o começo deste ano a Volvo importa ao Brasil somente modelos híbridos ou elétricos, não contando com nenhum modelo somente a combustão em seu portfólio comercializado no país.

Volvo XC40 2021
Volvo XC40 2021
Imagem: Divulgação