Cotado para o Brasil, novo Peugeot 1008 segue em desenvolvimento

Fabricante usa um 208 disfarçado para trabalhar no crossover inédito
Ainda em fase inicial, desenvolvimento do 1008 utiliza como "mula" um 208 adaptado

Ainda em fase inicial, desenvolvimento do 1008 utiliza como "mula" um 208 adaptado | Imagem: Ferd

É bom ficarmos de olho em um projeto bastante aguardado por parte da Peugeot. Estamos falando do crossover inédito que deverá receber a designação 1008, o qual, segundo alguns rumores, deverá chegar ao mercado do Brasil e região. 

Flagras recentes envolvendo a fabricante francesa sinalizam que o projeto ainda deverá levar um certo tempo para sair da papel, uma vez que unidades do Peugeot 208 (conhecidas como "mulas" no jargão automotivo) ainda são utilizadas para iniciar as avaliações das partes estrutural e mecânica da novidade. Como ainda sequer encontramos protótipos completos do modelo rodando, a expectativa da mídia especializada europeia de que o inédito Peugeot 1008 será revelado somente no fim de 2020 ou até mesmo no começo do ano seguinte parece uma boa aposta.

De qualquer forma, como aqui no Brasil a Peugeot ainda tem para lançar a segunda geração do 2008 em 2021, é muito provável que o inédito 1008 pode dar as caras por aqui somente de 2022 em diante, uma vez que a marca francesa deverá adotar um calendário de lançamentos bem escalonado, valorizando ao máximo cada uma das novidades.

Modelo que deverá ser o menor utilitário esportivo/crossover da Peugeot, o futuro 1008 poderá disputar mercado aqui no Brasil com produtos como o derivado do New Urban Coupé da Volkswagen (que deverá adotar o nome ainda não confirmado de T-Sport) ou quem sabe até um modelo ainda menor que estaria sendo desenvolvido pela marca alemã. No exterior, várias empresas já oferecem modelos com proposta semelhante à do futuro Peugeot 1008, como é o caso do Hyundai Venue e Toyota Raize, por exemplo. Estamos falando de SUVs com tamanho na casa dos 4 metros de comprimento, portanto ainda menores do que os SUVs compactos atuais, hoje com cerca de 4,30 m de um para-choque a outro.

Com uma receita interessante, mesclando uma carroceria bastante compacta e prática para o uso urbano com um bom aproveitamento do espaço interno, os SUVs “subcompactos” prometem ganhar cada vez mais relevância daqui em diante e várias marca certamente vão olhar para o segmento com atenção. De qualquer forma, toda forma de concorrência e a oferta de mais opções de modelos serão sempre bem-vindos. Vamos acompanhar de perto os caminhos do futuro Peugeot 1008 e seguiremos noticiando aqui no Autoo.

Dianteira do futuro Peugeot 1008 deverá remeter aos atuais SUVs da linha
Dianteira do futuro Peugeot 1008 deverá remeter aos atuais SUVs da linha
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!