Divisão indiana da Skoda pode influenciar no futuro do VW Gol

Marca de baixo custo do grupo alemão trabalha em modelo relacionado ao sucessor do hatch nacional
Skoda será responsável por projetos de baixo custo: acima o SUV Kushaq indiano

Skoda será responsável por projetos de baixo custo: acima o SUV Kushaq indiano | Imagem: Divulgação

Quando falamos de empresas que operam em escala global, como é o caso das principais montadoras de alto volume, é necessário acompanhar de perto tudo o que ocorre em suas várias divisões e subsidiárias. 

Uma informação que também pode ser relevante para o mercado brasileiro, como vamos analisar mais adiante, foi apurada durante entrevista do Autocar India com Thomas Schäfer, presidente do conselho administrativo da Skoda, marca originária da República Tcheca e que hoje integra o Grupo Volkswagen. 

Na oportunidade, Schäfer entrou em detalhes sobre o que chamado de plano “India 2.5”, que pode contemplar um inédito SUV pequeno com menos de 4 metros, característica que, na Índia, permite que os carros paguem um tributo menor. 

O foco da Skoda no mercado indiano começou com o projeto “India 2.0”, que culminou com a estreia do Kushaq, SUV compacto rival equivalente a um Hyundai Creta, bem como o sedã Slavia. 

É interessante acompanharmos de perto as atividades da Skoda, uma vez que a companhia é a responsável por desenvolver automóveis de baixo custo dentro do conglomerado alemão. 

Com isso, ficará a cargo da marca projetar cada vez mais futuros modelos baseados na arquitetura MQB A0, uma derivação simplificada da atual plataforma modular do Grupo Volkswagen. 

Projeção de Kleber Silva para a próxima geração do VW Gol com a proposta crossover
Estudo de Kleber Silva para a próxima geração do VW Gol com proposta crossover
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Inclusive, tanto para o Kushaq como o Slavia, a Skoda foi além e trabalhou na plataforma MQB A0 IN, focada nas necessidades do mercado indiano. 

Mas, afinal, qual é a relação entre Skoda, Índia e o futuro do VW Gol nacional? 

Vamos relembrar que a Volkswagen anunciou na semana passada seu novo ciclo de investimentos na região, destinando R$ 7 bilhões para a América Latina. 

Com a verba definida, a Volkswagen deixou claro que terá como um de seus focos reforçar sua atuação nos segmentos de entrada, o que certamente vai contemplar o desenvolvimento do sucessor do Gol. 

De acordo com informações que circulam nos bastidores há um bom tempo, é provável que o tradicional hatch brasileiro faça uma migração completa de sua proposta, talvez evoluindo para um SUV pequeno nos moldes do Fiat Pulse. 

E é exatamente nesse ponto em que os caminhos do projeto da Skoda para um crossover abaixo de 4 metros e o sucessor do Gol nacional podem se cruzar. 

Leia também
VW: Polo Track em 2023 e sucessor do Gol a caminho
Próxima geração do VW Gol deverá seguir o caminho do Fiat Pulse
VW retoma projeto do novo Gol: qual será o futuro do modelo?

Como estamos falando de um conglomerado global, é fato que os times de desenvolvimento das diversas marcas do grupo alemão estão a todo momento trocando ideias e procurando compartilhar soluções que viabilizem os produtos destinados aos mais diferentes mercados. 

Durante a entrevista ao Autocar India, Schäfer, inclusive, toca nesse ponto quando fala do projeto “India 2.5”. 

“Só porque tomamos a iniciativa, não significa que a Volkswagen não vai embarcar. Este é o nosso primeiro passo. Não tome como certo que a Volkswagen não faz parte dessa jornada, isso não é verdade. Mas o fato é que precisamos provar que ele [o SUV pequeno] é viável”, explicou o executivo. 

Na Índia, a categoria dos SUVs de entrada tornou-se uma das mais competitivas daquele mercado, com praticamente representantes de todas as marcas de volume. 

Isso torna a concorrência extremamente acirrada e faz com que as montadoras ponderem muito bem seus custos de desenvolvimento e produção para entrar no segmento de forma competitiva. 

Tanto o sucessor do Gol bem como o SUV pequeno da Skoda ainda não possuem uma previsão de estreia, mas vale mencionar que o novo ciclo de investimentos da VW no Brasil será concluído até 2026, prazo máximo para que ao menos a nova geração do Gol já figure no mercado brasileiro. 

Até lá, é fato que devemos ficar cada vez mais de olho em tudo o que a divisão indiana da Skoda prepara daqui para frente.

Skoda inclusive desenvolveu plataforma de baixo custo específica para a Índia
Skoda inclusive desenvolveu plataforma de baixo custo específica para a Índia
Imagem: Divulgação