Aos poucos o traumático fim da produção na unidade da Ford em São Bernardo do Campo (SP) vai ganhando o seu desfecho.

A fabricante anunciou nesta terça-feira (30) que chegou a um acordo coletivo junto aos funcionários estabelecido em conjunto com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. A decisão envolve os funcionários afetados pela decisão global da companhia de deixar de atuar no segmento de caminhões na América do Sul, com o consequente encerramento das operações de manufatura na fábrica. A unidade também era a responsável pela produção do Fiesta no Brasil. 

“Esse foi o resultado de uma ampla e intensa negociação, que visou o melhor para os funcionários impactados por essa decisão. O acordo inclui os seguintes pontos: Plano de Demissão Incentivada (PDI), apoio psicológico, programa de requalificação profissional com cursos realizados em parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e possível antecipação do encerramento das atividades de manufatura, a qual depende da negociação com um potencial comprador”, explica a marca em seu comunicado. “A compensação financeira oferecida pela Ford será definida com base na combinação de condições empregatícias (mensalistas e horistas), tempo de trabalho e eventual contratação do funcionário por um potencial comprador da unidade de São Bernardo do Campo”, acrescenta.

Até o momento a decisão sobre um eventual comprador que poderia assumir a fábrica ainda permanece indefinida. “A Ford informa que as conversas com potenciais compradores da fábrica de São Bernardo do Campo continuam e reafirma seu compromisso em realizar todos os esforços possíveis para obter um resultado positivo”, declarou a fabricante sobre o assunto. 

 

Ford Fiesta 2018
Ford Fiesta 2018
Imagem: Divulgação

 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/