Como não poderia ser diferente, já que está em casa, a Ford preparou boas novidades para o Salão de Detroit deste ano.

Após um hiato de alguns anos, a Ranger volta ao mercado norte-americano como uma alternativa para quem quer uma picape menor e mais acessível em relação à F-150, picape grande que é o veículo mais vendido dos EUA há 43 anos seguidos.

Pelo menos nos EUA, a Ranger trará um pacote bem interessante frente à configuração oferecida no Brasil. Na terra do Tio Sam, a Ford Ranger contará com a opção do motor 2.3 EcoBoost (com turbo e injeção direta) trabalhando em conjunto com a transmissão automática de 10 marchas, combinação que deverá proporcionar à picape média ótima relação entre desempenho e economia de combustível. A Ranger que passa a ser comercializada nos EUA também terá um visual exclusivo como você pode conferir em nossa galeria de fotos. 

Não se sabe se as novidades da Ranger apresentadas nos EUA também chegarão ao Brasil (a Ford adianta que não), mas além do conjunto mecânico moderno e eficiente, a picape também oferecerá recursos como o alerta de ponto cego com cobertura também para o reboque, frenagem automática com detecção de pedestre, assistente de manutenção na faixa de rodagem e controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo.

Outro modelo bem conhecido entre nós e que chega neste mês ao mercado norte-americano é o Ford EcoSport. Sem o estepe na tampa do porta-malas, o SUV compacto segue os passos da Ranger e terá um catálogo de propulsores mais eficientes em relação ao modelo brasileiro. As versões de entrada do modelo contarão, por exemplo, com o 1.0 EcoBoost sob o capô enquanto as opções mais caras utilizarão o 2.0 com injeção direta também oferecido no EcoSport nacional. O EcoSport chegará aos EUA importado da Índia e marca uma conquista importante para o modelo que nasceu no Brasil e conquista um dos mercados mais importantes do mundo.

Outra novidade importante revelada pela Ford foi a linha 2019 do Edge. O crossover de médio porte, que é comercializado no Brasil, ganhou aprimoramentos no visual e uma inédita versão esportiva. Primeiro utilitário esportivo da marca a receber o toque da Ford Performance, o Edge ST 2019 conta com o motor 2.7 V6 EcoBoost, “especialmente tunado” nas palavras da montadora, para entregar 340 cv e 52,5 kgfm de torque.

O Edge ST conta com tração integral e câmbio automático de 8 marchas com trocas especialmente calibradas para uma tocada mais esportiva, com as passagens realizadas de maneira mais rápida do que uma caixa convencional. O crossover ainda conta com suspensão esportiva especial e um pacote especial de freios de alta performance. A Ford, contudo, não divulgou os dados de desempenho do Edge ST.

O Edge 2019 também inaugura uma série de melhorias em termos de eletrônica embarcada. O modelo recebe a partir da nova linha recursos como a frenagem pós-colisão, assistente de manobras evasivas, controlador de velocidade adaptativo com função “stop-and-go” (controla o veículo mesmo em engarrafamentos), assistente de permanência em faixa, dentre outros.

Procurada pelo Autoo, a Ford não se manifestou até o momento se existe previsão de lançamento do Edge 2019 no Brasil.

Retrô

Um dos destaques da Ford para esta edição do Salão de Detroit é o Mustang Bullitt, uma homenagem dos 50 anos do clássico filme estrelado por Steve McQueen.

A série especial do cupê conta com motor 5.0 V8 com calibração especial para entregar 480 cv e 58 kgfm de torque. O Mustang Bullitt ainda conta com o sistema de válvula ativa no escapamento também preparada de uma forma especial para conferir um ronco característico ao Mustang na série especial.

O Mustang Bullitt também conta com painel de instrumentos digital com tela de 12”, que exibe uma tela de boas-vindas personalizada com cor verde e a imagem do carro em sua série especial. Assim como no filme de 1968, o Mustang Bullitt poderá ser adquirido na cor verde Dark Highland como no modelo usado na película ou na tonalidade Preto Shadow.

A Ford também exibe em seu espaço na mostra norte-americana um dos dois Mustang usados no filme há 50 anos. O modelo foi herdado por Sean Kiernan em 2014 de seu falecido pai, Robert, que adquiriu o modelo de um depósito de sucata em 1974 já que o modelo encontrava-se em um estado bem deteriorado por ter figurado na famosa cena de perseguição do filme. Para realizar o sonho da família em ver o modelo restaurado, Sean contatou a Ford e trabalharam juntos para colocá-lo ao lado do Mustang atual.

 
 
Ford Edge ST 2019
 
Ford Edge ST 2019
Ford Edge ST 2019
Ford Edge ST 2019
 
Ford Edge ST 2019
Ford Edge ST 2019
Ford Mustang Bullitt
 
Ford Mustang Bullitt
Ford Mustang Bullitt
Ford Mustang Bullitt
 
Ford Mustang Bullitt
Ford Mustang Bullitt
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
Ford Ranger 2019 destinada ao mercado norte-americano
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/