GM suspende vendas do Chevrolet Cruze nos EUA

Sedã pode apresentar problemas no acionamento dos airbags em casos de colisões frontais

Chevrolet Cruze | Imagem: Chevrolet

Mais um recall voltou a preocupar a GM, que tomou até uma medida extrema. Por conta de um possível problema no airbag do motorista do Chevrolet Cruze, que pode não inflar em caso de colisões frontais, o modelo teve nesta semana suas vendas suspensas nos Estados Unidos e Canadá.

Em comunicado enviado a concessionários no país, a marca pede a suspensão imediata das vendas do Cruze devido a uma falha no sistema responsável por inflar o airbag do motorista. A montadora norte-americana afirma que a montagem do componente pode ter sido feita de forma incorreta.

Veja mais: Interior o Chevrolet Cruze 2015 é revelado

“Estamos trabalhando com muita atenção junto à fornecedora do airbag para identificar as partes defeituosas dos veículos afetados, de modo que possamos retomar rapidamente as entregas dos carros”, afirma Jim Cain, porta-voz da GM nos EUA. O plano da marca é retomar as vendas do sedã, um dos carros mais vendidos no mercado americano, em uma semana.

A fabricante, todavia, ainda não divulga se haverá recall, mas confirma que a falha pode aparecer em modelos fabricados em 2013 e 2014. Ao todos, podem estar envolvidos cerca de 30 mil carros.

Esse problema com airbags não é apenas da GM. Montadoras como Honda, Toyota e Nissan também instalaram em seus carros bolsas infláveis do mesmo fornecedor, a japonesa Takada, e acabaram chamando diversos carros para revisões. Até o momento, segundo a marca, o problema do Cruze é restrito às unidades oferecidas nos EUA e Canadá.

Veja mais: Falha em carros da GM já matou 13 pessoas nos EUA

Já a GM não está com a vida fácil nos EUA no quesito recall. A marca enfrenta um processo na qual é acusada de ter omitido por mais de uma década um defeito em seus carros que foi associado a diversos acidentes, inclusive com vítimas fatais. Por conta dessa falha, um defeito na ignição que pode desligar o carro em movimento, a fabricante já teve de revisou mais de 50 milhões de carros.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!