Em março, parecia que o mercado de veículos novos havia interrompido uma longa queda nas vendas, mas veio abril e novamente os números foram piores do que em 2016. Apesar disso, há o que comemorar: a média diária de vendas foi melhor do que no mês retrasado, um sinal claro que o mercado está melhor do que antes.

O problema, segundo analistas, está na quantidade de dias úteis. Em vez de 20 a 22 dias, tivemos apenas 18 por conta dos feriados de abril, além de uma greve geral no dia 28 que pode ter afetado os emplacamentos numa data que costuma ser de muitos fechamentos de negócio.

O resultado disso foi uma queda de 3,4% em relação a abril do ano passado com 152,2 mil emplacamentos (queda de 5,3 mil unidades). Comparado a março, foram 17% a menos, mas basta dividir os totais pelo número de dias úteis para se constatar que o volume de negócios foi grande: 8.458 unidades por dia em abril contra 8.350 em março.

Volkswagen na vice-liderança

Os poucos dias úteis afetaram de forma diferente algumas marcas. Chevrolet, Volks e Fiat foram as que mais perderam em números absolutos, mas a marca italiana caiu mais e perdeu momentaneamente a segunda posição do ranking para a VW no mês passado. Em proporção, o maior tombo foi da Nissan que viu suas vendas reduzirem mais de 51% - todos os modelos tiveram queda, aliás. Com isso a Jeep consolidou o 9º lugar, graças ao ótimo desempenho do Compass, SUV mais vendido do Brasil em abril.

 
 
Chevrolet Prisma 2017
 
Chevrolet Prisma 2017
Chevrolet Prisma 2017
Chevrolet Onix 2017
 
Chevrolet Onix 2017
Chevrolet Onix 2017
Gol Highline
 
Gol Highline
Gol Highline
Jeep Compass 2017
 
Jeep Compass 2017
Jeep Compass 2017
Hyundai HB20
 
Hyundai HB20
Hyundai HB20
Toyota Corolla 2018
 
Toyota Corolla 2018
Toyota Corolla 2018
Ford Ka 2018
 
Ford Ka 2018
Ford Ka 2018
Honda HR-V 2017
 
Honda HR-V 2017
Honda HR-V 2017
Fiat Mobi 2018
 
Fiat Mobi 2018
Fiat Mobi 2018
Renault Sandero 2017
 
Renault Sandero 2017
Renault Sandero 2017
 
 

Sumindo do mercado

Alguns modelos conhecidos e ainda não “condenados a morte” começaram 2017 em queda constante. O Palio, por exemplo, teve apenas 1.759 emplacamentos, pouco mais da metade do desempenho de janeiro. Embora a Fiat não confirme, ele deve dar lugar ao Argo, novo hatch compacto que chegará ao mercado no final de maio. Se não matá-lo, a novidade deve tornar o Palio um figurante no portfólio.

Também já fora dos planos de suas marcas, o Journey e o Captiva estão próximos do fim do estoque – o SUV da Dodge e primo do Freemont, já aposentado, teve apenas três unidades vendidas enquanto o Chevrolet, que será substituído pelo Equinox, emplacou dois carros apenas.

Veja o ranking de vendas de 2017:

Marcas mais vendidas
Veículos mais vendidos
Carros mais vendidos na década

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/