Na índia, Grupo VW avança em projeto de SUV que poderá ser aproveitado no Brasil

Novo modelo, com menos de quatro metros, será desenvolvido pela Skoda
Projeção do designer Kleber Silva sugerindo um crossover pequeno da Volkswagen

Projeção do designer Kleber Silva sugerindo um crossover pequeno da Volkswagen | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Assim como ocorreu com a Citroën e o desenvolvimento do seu programa C-Cubed, o qual dará origem à família do novo C3 nacional, o Grupo Volkswagen também selecionou a Índia como um polo para a criação dos futuros modelos mais acessíveis do conglomerado. 

Do país asiático sairão novos produtos destinados a mercados emergentes, como a própria Índia, além de Brasil, países vizinhos da América do Sul, África, entre outras regiões. 

Dentro da estrutura da empresa alemã, caberá à Skoda, sua marca especializada em produtos de baixo custo, tomar a dianteira dos automóveis que serão trabalhados sobre a plataforma MQB A0, uma derivação da arquitetura modular global da VW com foco em veículos compactos acessíveis. 

Como estamos falando de um grupo, naturalmente, apesar do controle da Skoda sobre a MQB A0, nada impedirá que outras marcas da companhia, como a própria Volkswagen, analisem o compartilhamento de projetos que serão feitos pela marca criada na República Tcheca também para os seus respectivos portfólios. 

Nesse ponto, vale a pena dedicarmos uma atenção especial a um modelo que deverá chegar ao mercado indiano por volta de 2025. 

SUV pequeno

Estamos falando de um SUV pequeno, com comprimento de até 4 metros, que posicionará a Skoda no mercado indiano na mesma categoria onde hoje atuam Renault Kiger, Nissan Magnite, entre outros modelos. 

A importância do tamanho dos carros na Índia mostra-se algo prioritário uma vez que os veículos são tributados por lá de acordo com o porte e carros com até 4 metros são posicionados na menor faixa tributária. 

O segmento de automóveis abaixo de 4 metros é muito específico para a Índia. Por conta disso, gostaríamos de criar um carro com uma proposta tão boa que ainda assim seremos capazes de usá-lo até mesmo para exportação. Desafiei nossa equipe a fazer exatamente isso e não apenas torná-lo mais curto para se adequar às regras, mas também para ser algo interessante para outros mercados”, explicou Thomas Schaefer, CEO da Skoda, quando entrevistado pela revista Autocar India

E é exatamente por conta da fala do executivo aliada com informações de bastidores sobre os planos futuros da Volkswagen para o Brasil, que podemos estabelecer uma ligação clara entre o projeto de um SUV pequeno na Índia e a perspectiva da marca alemã também atuar na categoria por aqui. 

Desde 2017, quando a Volkswagen deu sinais claros sobre o seu portfólio de longo na América do Sul durante uma apresentação de fim de ano na Argentina, foi possível constatar que a fabricante prepara não só um sucessor do Gol bem como um “A0 CUV”, sigla que remete a um Crossover Utility Vehicle de pequeno porte (uma clara referência à plataforma MQB-A0). 

Portanto, a novidade naturalmente está ligada com o crossover que a Skoda desenvolve na Índia. 

Considerando que ainda levará em torno de dois a três anos para o modelo chegar ao mercado indiano e o mundo ainda precisa resolver as questões envolvendo o abastecimento de insumos e componentes para a indústria automotiva, é provável que, aqui no Brasil, o crossover inédito também deverá estrear em uma época semelhante a do país asiático. 

De qualquer forma, será um produto muito interessante dentro da linha nacional da Volkswagen e que vale acompanharmos de perto! 

Projeção do designer Kleber Silva sugerindo um crossover pequeno da Volkswagen
Projeção do designer Kleber Silva sugerindo um crossover pequeno da Volkswagen
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG