Os carros mais baratos do Brasil em 2017

Apenas dois modelos custam abaixo de R$ 30 mil, mas têm procura bem pequena por enquanto. Para sair com um veículo com o mínimo necessário é preciso desembolsar ao menos R$ 10 mil a mais
Chery QQ 2016

Chery QQ 2016 | Imagem: Divulgação

Há três anos, o AUTOO publicou uma matéria intitulada “Os carros que ainda custam menos de R$ 30 mil”. Na época já começava a ficar claro que o mercado para carros “pé-de-boi” estava desaparecendo por uma combinação entre mudança no perfil do consumidor, mais preocupado com conteúdo, com a dificuldade em financiar veículos 0 km e a própria crise econômica, então começando a pesar no bolso do brasileiro.

Hoje a situação só não é completamente diferente porque surgiram duas novidades no mercado que tentam buscar um cliente desaparecido e que só pode pagar até R$ 30 mil. São eles o inédito Renault Kwid na versão Life e o chinês nacionalizado New QQ, da Chery, o carro mais barato do país.

Por enquanto, eles respondem por poucas vendas: o QQ anda emplacando 400 unidades por mês e o Kwid acaba de estrear – apesar disso, não está claro se o consumidor vai mesmo optar pela versão de entrada, que não traz muita coisa.

AUTOO pesquisou novamente os modelos mais baratos do Brasil e constatou que para levar para casa um veículo zero km com um pacote mínimo (que inclui ar-condicionado, vidros elétricos e direção assistida) é preciso gastar algo como R$ 40 mil. É o preço do Nissan March Conforto, versão mais simples do hatch e um dos poucos carros que tinham opção abaixo de R$ 30 mil três anos atrás.

Há que se levar em conta que nesse período houve inflação de quase 20%, ou seja, numa simples atualização um carro que custasse R$ 30 mil em 2014 hoje teria um preço de R$ 36 mil apenas por esse cálculo. Por outro lado, salários certamente não acompanharam isso e comprar um modelo novo tem sido algo raro para a maior parte da população – basta ver a dificuldade em ver as vendas voltarem a subir.

A seguir os carros mais baratos em 2017 (preços de agosto):

1º Chery New QQ Life 1.0 – R$ 25.990

Em 2014, ele já figurava como o carro mais barato do mercado custando R$ 23 mil, mas era a geração anterior, pequena, sem apelo visual e importada. Agora o New QQ cresceu e é feito no Brasil, no entanto, para levar o modelo na versão Smile por apenas R$ 25.990 é preciso abrir mão de direção hidráulica e ar-condicionado, algo difícil de fazer. Ainda assim é possível contar com esses itens na versão Look e continuar abiaxo de R$ 30 mil. Contra o modelo está a baixa confiança do público nos modelos de origem chinesa, de certa forma justificada pela inconstância de sua atuação por aqui. A própria Chery lançou vários modelos e depois desistiu de vendê-los pouco tempo depois.

2º Renault Kwid Life 1.0 – R$ 29.990

A versão de entrada do Kwid é o que se considera um “chamariz” no mercado. O preço tem um fato psicológico de estar na casa dos R$ 20 mil, mas é pouco provável que atraia grande clientela. Embora não tenha opcionais, o Kwid Life traz quatro airbags, desembaçador traseiro e só. Quem for à concessionária ou ao site da Renault provavelmente vai se encantar com a versão Zen (R$ 35.390) que vem equipada com uma lista mais recheada de itens. Melhor que o velhinho Clio, presente na lista de 2014.

3º Fiat Mobi Easy 1.0 – R$ 34.210

Depois de um começo morno, hoje o Mobi já vende na casa das 6 mil unidades por mês. Mas persiste o mistério de um carro que não é barato nem minimamente espaçoso atrair interessados. Na nossa lista é o único com rodas aro 13 polegadas e não traz nada na versão Easy (R$ 34.210). É preciso gastar mais R$ 2 mil para equipá-lo com travas, vidros elétricos e desembaçador. Há três, a Fia oferecia o Uno Mille e o Palio Fire por bem menos.

Volkswagen Take up! 1.0 – R$ 37.990

O pequeno up! é a opção mais barata dentro da Volkswagen. A versão Take up! custa R$ 38 mil, mas só traz desembaçado traseiro além de rodas aro 14. Se equipá-lo com ar, direção, vidros e travas elétricas o preço salta para R$ 43.240, valor que já o coloca no patamar de Onix e HB20. Em 2014, essa mesma versão, mas com 2 portas, custava R$ 27.190. E ainda perguntam por que ele não vende muito.

Nissan March Conforto 1.0 – R$ 39.990

O March não tem vendido bem nos últimos tempos, mas não é por falta de um bom preço. Ele custa R$ 40 mil na versão de entrada Conforto e traz aquilo que se espera de um carro com bom custo-benefício: ar, direção, trio elétrico e até computador de bordo. Tem bom espaço e um motor 1.0 de 3 cilindros relativamente econômico. Três anos atrás, ainda mexicano, o hatch da Nissan custava bem menos, mas não trazia tantos mimos.

Ford Ka SE 1.0 – R$ 40.980 (preço promocional)

O Ka é outro carro cujo preço está bastante atraente, embora seja promocional (na tabela ele custa R$ 44.290). A versão SE pode sair por pouco menos de R$ 41 mil e traz na bagagem os mesmos itens do March mas com a central multimídia com Bluetooth. Não é à toa que o modelo da Ford é o 3º mais vendido do país. Bom para a marca que não tinha um modelo acessível há três anos.

Chevrolet Onix Joy 1.0 – R$ 41.690

O líder do mercado brasileiro pode ser comprado 0 km a partir da versão Joy, com visual antigo. O hatch compacto tem o indispensável (A/C, direção elétrica, vidros também elétricos na dianteira) e ainda monitoramento de pneus, mas a central multimídia MyLink não está na lista. Não é muito barato como o Celta antes da aposentadora, porém, você leva um carro maior e com boa dirigibilidade.

Hyundai HB20 Comfort 1.0 – R$ 43.000

O HB20 Comfort é o mais salgado da lista e, assim como o Onix, tem uma lista esperada de equipamentos, além de rádio com Bluetooth – para ter a central é preciso acrescentar R$ 1.590. Mas é um carro agradável de dirigir e com boa imagem no mercado por isso é vice-líder em vendas com boa margem para o Ka. Agora, são R$ 17 mil o separando do Chery QQ, uma imensidão.

E os outros baratos de 2014?

Da primeira lista apenas o QQ, March e up! seguem no mercado. A Fiat aposentou o Palio Fire e o Mille, a Renault, o Clio, e a Chery, o Face. A também chinesa Geely oferecia o GC2 por R$ 29,9 mil completo, mas não suportou as dificuldades do mercado brasileiro e saiu de cena com apenas 560 unidades emplacadas. Azar de quem tem pouco dinheiro no banco. 

Chery QQ 2016

Chery QQ 2016

March Conforto

March Conforto