Projeto Fiat 363 e novo Citroën nacional: dupla vai consolidar os SUVs pequenos no Brasil

Com estreias confirmadas para este ano, nova categoria conta com proposta interessante
Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo

Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo | Imagem: Kleber Silva

Se existe um segmento que demanda cada vez mais a nossa atenção é o dos SUVs com tamanho próximo aos 4 metros de comprimento, posicionados, portanto, em porte e faixa de preço logo abaixo dos SUVs compactos tradicionais, tais como Jeep Renegade, VW T-Cross e Hyundai Creta. 

Concebidos em grande parte na Índia, onde veículos abaixo de 4 metros contam com benefícios tributários, os futuros SUVs pequenos encontram em modelos como os irmãos Renault Kiger e Nissan Magnite dois ótimos representantes dessa nova fórmula dentro do universo dos utilitários esportivos. Concebidos para maximizar o conforto dos passageiros e ainda entregar um porta-malas capaz de atender uma família, o Kiger, por exemplo, consegue transportar 5 passageiros e seu compartimento de cargas pode receber 405 litros de bagagens. É um feito e tanto considerando que SUVs compactos tradicionais, como o Chevrolet Tracker e o VW T-Cross, não ultrapassam os 400 litros de capacidade em seus respectivos porta-malas (393 e 373 litros), mesmo apresentando carrocerias maiores. 

Seja para atender o mercado indiano, ou contar com um SUV perfeitamente adequado para o uso urbano, muitas marcas vão investir pesado no desenvolvimento de modelos com as características de Kiger e Magnite. A Hyundai, por exemplo, já tem em seu portfólio global o Venue, mas nem por isso deixará de investir em um SUV ainda menor, até agora conhecido como o projeto AX1. Até mesmo a Jeep poderia surfar nessa onda, segundo apontam algumas apurações. 

Teaser do Progetto Fiat 363
Teaser do Progetto Fiat 363
Imagem: Divulgação

Outro ponto interessante quando falamos dos SUVs pequenos é que não seria exagero apontar que esses veículos poderiam - quem sabe em um futuro não muito distante - até mesmo substituírem os hatches compactos atuais. Basta notar que, aqui no Brasil, modelos como os hatches médios (VW Golf, Ford Focus, entre outros) foram literalmente atropelados pelos SUVs compactos, mesmo tipo de cenário que pode acometer até mesmo os sedãs médios (Toyota Corolla, Honda Civic, etc.) na medida em que produtos interessantes como o Toyota Corolla Cross, VW Taos, entre outros, vão ganhando espaço.

Se não tivesse encerrado suas operações de manufatura no Brasil, a Ford é uma marca que já vislumbrava esse futuro por aqui. Segundo fortes rumores que circularam há alguns meses, a marca poderia transformar o Ka em sua próxima geração em um crossover, partindo para algo semelhante ao que Kiger e Magnite entregam na Índia. Vale destacar que o Ka também é comercializado no país asiático e as demandas daquele mercado precisariam ser atendidas pelo modelo. Resta saber se, após o fim da produção do Ka no Brasil, a marca seguirá adiante com o projeto.

Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo
Projeção do aguardado crossover da Fiat baseado no Argo
Imagem: Kleber Silva

De qualquer forma, ainda em 2021 o mercado brasileiro ganhará contato cada vez maior com os SUVs pequenos graças aos esforços de Fiat e Citroën, duas marcas que integram a Stellantis.

Como já foi amplamente divulgado, no segundo semestre a Fiat vai lançar o aguardado modelo derivado do seu projeto 363, um crossover amplamente baseado (vejam só...) no hatch compacto Argo. Como já abordamos aqui no AUTOO, é certo que a Stellantis vai compor seu portfólio completo de modelos de forma que cada uma de suas marcas atue em faixas bem definidas do mercado, portanto a novidade da Fiat claramente será um modelo abaixo do Jeep Renegade em termos de tamanho e preço. 

A Citroën, por sua vez, poderá respirar melhor por aqui a partir deste ano com a introdução de seu novo modelo a ser fabricado em Porto Real (RJ). Baseado em uma das plataformas mais modernas da marca, a novidade é um crossover que está sendo desenvolvido na Índia e integra uma família específica para mercados emergentes que contará também com outros dois modelos ao menos por lá.

Flagra do futuro SUV pequeno da Citroën que será produzido no Brasil
Flagra do futuro SUV pequeno da Citroën que será produzido no Brasil
Imagem: Gokul Raj/ Autocar India

Ainda é cedo para imaginarmos como será o posicionamento de mercado da novidade da Citroën, contudo, pelo que já sabemos por meio da imprensa indiana, o modelo poderá ser ainda menor do que o SUV fruto do projeto Fiat 363 e apostar em um preço muito competitivo.

Flagra do futuro SUV pequeno da Citroën que será produzido no Brasil
Flagra do futuro SUV pequeno da Citroën que será produzido no Brasil
Imagem: Gokul Raj/ Autocar India

Em resumo, os SUVs pequenos vão se tornar a nova vedete entre muitas marcas, ganhando cada vez mais força também aqui no Brasil. Se a proposta cair no gosto popular, quem sabe até uma migração em massa do público pode ocorrer para esses modelos. Fato é que, se você gosta do estilo robusto e a posição de dirigir elevada dos utilitários esportivos, mas quer um carro mais prático para a cidade, longe de exagerar no tamanho, vale a pena aguardar até o fim deste ano para comprar seu próximo automóvel. As novidades de Fiat e Citroën prometem um conjunto particularmente muito interessante tomando como base essa premissa. 

Ilustração de L.Reynes para o eventual SUV pequeno da Citroën desenvolvido na Índia para mercados emergentes
Ilustração de L.Reynes para o eventual SUV pequeno da Citroën desenvolvido na Índia para mercados emergentes
Imagem: L.Reynes/reprodução internet