Tenho um carro da Ford: devo vender agora? E comprar um modelo novo da marca?

Autoo conversou com especialista do setor automotivo para esclarecer dúvidas
Ford Ka e EcoSport na série especial 100 Anos

Ford Ka e EcoSport na série especial 100 Anos | Imagem: Divulgação

É fato que uma notícia impactante como o fechamento de todas as fábricas da Ford no país certamente mexeu com os atuais proprietários de carros da marca e também com quem estava cogitando a compra de um automóvel da empresa. Mas o que fazer no momento? Se eu tenho um carro da marca, devo me desfazer dele? E se a ideia for comprar um carro da Ford, é um bom momento?

Antes de partirmos para as respostas, é fundamental esclarecermos que a montadora seguirá com suas atividades comerciais no país, com as concessionárias operando normalmente no momento. Desde o anúncio do fechamento das fábricas no Brasil, a Ford se comprometeu a “continuar oferecendo assistência total ao consumidor com operações de vendas, serviços, peças de reposição e garantia”, conforme comunicado da marca. Logo, nenhum proprietário de um automóvel da fabricante ficará sem amparo no país. Além disso, segundo a empresa informa em seu site comercial, todos os serviços e produtos de pós-venda seguem inalterados, inclusive a assistência 24h Ford Assistance para os modelos elegíveis. 

Para elucidar as demais questões, o Autoo conversou com Cassio Pagliarini, da Bright Consulting, empresa especializada em análises do setor automotivo. Para os atuais donos de automóveis da Ford, Pagliarini recomenda cautela e que o melhor mesmo é esperar. “Esse, sem dúvida, é o pior momento para o dono de um carro da Ford tentar vender seu veículo. Considerando a gravidade do anúncio, é provável que ocorra uma instabilidade no mercado de seminovos e usados, ocasionando uma desvalorização mais acentuada do veículo”, pondera o especialista. 

Ainda de acordo com Pagliarini, a recomendação é que os atuais proprietários aguardem o desenrolar da situação envolvendo a montadora, uma vez que, passado o choque inicial das medidas anunciadas pela marca, a tendência é que o mercado assimile melhor as mudanças e volte a patamares normais. 

Ford EcoSport 2020
Ford EcoSport 2020
Imagem: Divulgação

“É quase um paralelo com o mercado de ações. Se ocorre algum fato muito negativo envolvendo a empresa e os papéis perdem valor rapidamente, não é o momento mais indicado vendê-los e realizar o prejuízo. Vale a pena ter um pouco de calma e analisar a situação. Os carros da Ford têm qualidade e são amplamente negociados no mercado. Além disso, a fabricante seguirá cumprindo com a garantia e manterá o fornecimento de peças, portanto os consumidores terão assistência”, acrescenta o consultor da Bright Consulting. 

O Autoo aproveitou para questionar Pagliarini se, por outro lado, o anúncio recente da Ford abre espaço para que o consumidor possa realizar bons negócios ao optar por um Ka ou um EcoSport ainda nas lojas. “Sem dúvida. Se você estava considerando adquirir um carro da marca, pode ser o momento ideal. Provavelmente a Ford vai querer comercializar o estoque dos dois modelos o mais rápido possível, abrindo margem para que você possa negociar bons descontos”. Segundo Pagliarini a recomendação é perseguir um abatimento de pelo menos 10% no valor do veículo. 

Saiba mais: PcD: como ficam os pedidos já feitos para Ka e EcoSport?

Para quem pagou algum tipo de sinal prevendo a compra de um carro da marca alguns dias antes da Ford optar pelo fim da produção nacional, a marca informa que o cancelamento da negociação poderá ser realizada junto ao concessionário, como previsto pelo Código de Defesa do Consumidor.

Levando em consideração que a produção em Camaçari (BA) foi encerrada imediatamente a partir do momento do anúncio da Ford, nas estimativas de Pagliarini, o estoque de Ka e EcoSport que está na rede de concessionários espalhada pelo Brasil pode ser esgotado em torno de três meses. 

Por fim, o especialista pondera que a imagem da marca certamente será arranhada no Brasil após sua decisão de encerrar a produção local. “Claro que isso vai transmitir uma ideia muito negativa aos consumidores. Se a marca optou por encerrar a produção no país, muitos devem ficar apreensivos ponderando que, da mesma forma, por que ela não poderia sair de vez do país?”, conclui.

Ford EcoSport 2020
Ford EcoSport 2020
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags