Em qualquer atividade ou áreas de negócios, boas ideias e propostas inovadoras são sempre bem-vindas. No segmento automotivo, se hoje quem manda são os SUVs, é natural que as principais marcas globais preparem modelos cada vez mais diferenciados para se destacar na categoria.

Aqui no Brasil, é fato que a Volkswagen demorou para surfar na onda dos SUVs compactos, apresentando em nosso mercado o T-Cross apenas em 2018. Para compensar tantos anos de espera por um modelo nacional da marca, a fabricante alemã promete investir pesado na categoria nos próximos anos. Para 2021, é esperada a entrada da marca na categoria dos SUVs médios com o modelo derivado do projeto Tarek. Já neste ano, a montadora não se deixou abalar pela pandemia do novo coronavírus e seguiu com o lançamento do aguardado Nivus, que aos poucos começa a chegar na rede de concessionárias de forma plena.

Com uma proposta única no mercado, o Nivus destaca-se em especial por suas soluções de design.

Coube a ele tornar-se o primeiro “SUV-cupê” produzido no Brasil e também servir como uma “ponte” entre os hatches premium nacionais, como o irmão de plataforma Polo, e os SUVs compactos, tendo o T-Cross como um exemplo mais próximo.

E é justamente por isso que o Nivus exige uma ponderação maior sobre a sua escolha.

 

É claro que o visual do modelo vai cativer muita gente logo de cara, porém é interessante destacar que, a bordo do Nivus, a sensação é que ele é muito mais um hatch compacto anabolizado do que um utilitário esportivo propriamente dito.

Apesar de maior no comprimento em relação ao T-Cross e oferecer um porta-malas superior (415 litros) em relação ao primo paranaense, ao preservar o mesmo entre-eixos do Polo é possível dizer que o Nivus atenderá de forma muito melhor um solteiro que gosta de sair por aí com os amigos ou um jovem casal ainda sem filhos do que uma família com mais integrantes. Se a sua ideia é transportar quatro ou cinco pessoas com bastante conforto, os 2,65 m de entre-eixos do T-Cross se sobressaem e oferecem uma cabine bem mais arejada e espaçosa, apesar do porta-malas oferecer espaço para 373 litros de bagagens.

Não é por acaso que a Volkswagen fez com que os preços do Nivus, pelo menos até o momento, não fossem muito além dos R$ 100 mil, aproximando-o, com isso, do Polo Highline.

Em relação ao hatch, se o orçamento está mais folgado e você deseja um carro com um visual mais robusto e arrojado, partir para o Nivus é, sim, uma excelente pedida.

Além do benefício do porta-malas maior e da silhueta estilosa na parte externa, o Nivus não perdeu nada em termos de qualidade dinâmica para o hatch. Com uma altura em relação ao solo intermediária entre o Polo (15 cm) e o T-Cross (20 cm), o Nivus (17 cm) mostrou-se um carro tão estável nas curvas quanto o Polo com a vantagem de passar por lombadas, valetas e buracos de forma mais suave, amortecendo melhor os impactos e ampliando o bem estar a bordo dos passageiros.

Assim como nas versões mais caras do Polo e nas configurações de entrada do T-Cross, o motor 1.0 TSI (turbo com injeção direta) oferece desempenho plenamente satisfatório ao Nivus, em grande parte graças ao bom torque de pouco mais de 20 kgfm disponíveis logo abaixo das 2 mil rpm. Com isso, a novidade da Volkswagen acelera de 0 a 100 km/h na casa de 10 segundos. Se esse tempo não faz dele um esportivo, certamente garante agilidade no uso cotidiano. É bom destacar que, por um preço semelhante ao do Nivus Highline, um Polo GTS com o 1.4 TSI sob o capô oferece uma experiência ao volante e um patamar de performance muito mais elevado, caso você tenha preferência por um comportamento verdadeiramente esportivo.

Volkswagen Nivus 2021
Volkswagen Nivus 2021
Imagem: Divulgação

Como é um traço característico dos modelos nacionais mais recentes da VW, notamos também no Nivus um ótimo cuidado tanto na modulação dos pedais bem como na calibração da direção, a qual mostrou-se bastante precisa com o nível de assistência adequado proporcionado por seu mecanismo elétrico de atuação.

Se o preço de R$ 98.290 do Nivus Highline pode assustar em um primeiro momento, a estratégia de oferecê-lo sem opcionais é correta, em especial para o consumidor que deseja perder menos dinheiro na hora da revenda. Muito completo e com os itens mais desejados pelos consumidores nessa faixa de preço, tais como o revestimento interno de couro, chave presencial, ar-condicionado automático digital, entre outros, o ponto forte do Nivus Highline reside nos avançados assistentes de condução. O alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, aliado ao piloto automático adaptativo, ajudam a conferir muito mais segurança tanto aos passageiros do Nivus bem como aos demais carros ao redor. 

Sem trazer para o interior a mesma sofisticação nas formas que encontramos na parte externa, o Nivus tem um habitáculo fortemente inspirado no Polo. Sua montagem é correta, bem como a ergonomia é exemplar, mas os plásticos e demais elementos não surpreendem. Na altura dos olhos do motorista, o conjunto formado pelo painel de instrumentos digital, outro recurso de série na versão Highline, aliado à nova central multimídia VW Play, sem dúvida são os pontos que mais encantam a bordo do Nivus topo de linha.

Com uma interface objetiva e fácil de usar, a VW Play deixa mais fácil a execução de tarefas como o pareamento de celulares via Bluetooth e oferece suporte ao Apple CarPlay com ou sem o uso de cabos. No caso do Android Auto, entretanto, ainda é necessária a ligação física entre o smartphone e a central multimídia. Além disso, a VW Play conta com vários outros recursos, como o uso de aplicativos pré-instalados no aparelho para facilitar a vida do motoristas, entre eles o navegador Waze, além de plataformas de empresas de seguro, estacionamento, etc. 

Volkswagen Nivus 2021
Volkswagen Nivus 2021
Imagem: Divulgação

Em resumo, o Volkswagen Nivus merece ser recebido com empolgação no mercado, em especial pela concepção original e singular que oferece.

Como as necessidades e tipos de uso mudam muito de pessoa para pessoa, é sempre bom contarmos com automóveis que vislumbram novas propostas, como foi dito no início desta avaliação.

Podemos dizer que o Nivus cumpre muito bem o seu papel de mesclar características de hatches e SUVs, mas, na medida em que você convive com ele, fica claro que o Nivus está bem mais próximo do universo dos compactos do que de um utilitário esportivo propriamente dito. Seu porta-malas maior e a proposta robusta certamente são diferenciais de destaque, entretanto, para um uso que demanda versatilidade e espaço, talvez seja recomendável escolher um SUV convencional. 

Vamos acompanhar nos próximos meses como será a aceitação do Nivus e até mesmo as migrações internas que ele pode promover entre os potenciais clientes das gamas Polo e T-Cross. De qualquer forma, a chegada do Nivus será algo bastante salutar para o mercado nacional e poderá incentivar interessantes respostas da concorrência. Vamos acompanhar de perto!

Volkswagen Nivus 2021
Volkswagen Nivus 2021
Imagem: Juliana Tizo

Ficha técnica

Volkswagen Nivus 2021 Highline 1.0 12V flex automático 4p
Preço R$ 98.290 (07/2020)
Categoria Aventureiro compacto
Motor 3 cilindros, 999 cm³
Potência 116 cv a 5500 rpm (gasolina)
Torque 20,4 kgfm a 2000 rpm
Dimensões Comprimento 4,266 m, largura 1,757 m, altura 1,493 m, entreeixos 2,566 m
Peso em ordem de marcha 1199 kg
Tanque de combustível 52 litros
Porta-malas 415 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/