Destaques da nova marca nacional durante o Salão de São Paulo 2018, os SUVs Tiggo 5x e Tiggo 7 tiveram seus primeiros detalhes revelados na mostra paulista e são as grandes apostas da fabricante para, ao lado do Tiggo 2, conquistar uma participação de mercado cada vez maior. A dupla será fabricada em Anápolis (GO), onde hoje a CAOA Montadora já é responsável pela montagem do Hyundai New Tucson entre outros produtos. No Salão a CAOA Chery também trouxe o Tiggo 8, SUV de grande porte com capacidade para 7 passageiros, porém sua importação ou nacionalização ainda não é dada como certa pelo time da marca. De qualquer forma, seria um concorrente interessante para modelos como o Volkswagen Tiguan Allspace ou os chineses Lifan X80 e JAC T80. Por esse motivo, vamos falar apenas dos dois SUVs que estão prontos para chegar às ruas.  

Tiggo 5x: SUV compacto concorrente para Honda HR-V e cia.

Vamos começar nossa análise pelo Tiggo 5x, que até então apostávamos que seria vendido aqui como Tiggo 4. Segundo a CAOA Chery explica, a diferença na denominação em relação a outros mercados é que “a versão destinada ao mercado brasileiro tem apelo mais jovem e aventureiro, graças às saias laterais com detalhes cromados, para-choque dianteiro, traseiro e molduras dos para-lamas pintados na cor preta”.

O modelo conta com uma nova plataforma desenvolvida pela marca, a T1X, que utiliza 60% de aço de alta resistência em sua estrutura e 8% de aço de alta resistência nos pontos estratégicos da carroceria. Com isso, podemos esperar um alto nível de rigidez estrutural, o que reflete na segurança para os passageiros, melhora muito o comportamento dinâmico do carro, colabora para reduzir o nível de ruído e vibrações na carroceria, entre outros ganhos.

Em termos de dimensões, o Tiggo 5x terá 4,33 m de comprimento, 1,64 m de altura e 2,63 m de entre-eixos. Apenas como comparação, o Honda HR-V, líder em vendas no segmento, conta com 4,32 m, 1,58 m e 2,61 m, respectivamente. O porta-malas do Tiggo 5x é um pouco menor do que o HR-V, podendo transportar 340 litros de bagagens enquanto o HR-V, por exemplo, acomoda 437 litros. De qualquer forma, notamos uma tendência em SUVs compactos mais modernos de reduzir o volume destinado ao porta-malas para privilegiar a cabine, prova disso é que um Citroën C4 Cactus tem um compartimento para 320 litros.

Nos chama a atenção, contudo, a generosa lista de equipamentos de série que o Tiggo 5x vai entregar. Em sua versão topo de linha o Tiggo 5x sairá de fábrica com um generoso teto solar panorâmico fixo que cobre 1,01 m de comprimento por 78,4 cm de largura. Ao teto solar se juntam o sistema de câmeras 360º, 6 airbags, controles de tração e estabilidade, acendimento automático dos faróis, sensor de estacionamento traseiro, revestimento interno de couro, piloto automático, freio de estacionamento com acionamento eletro-mecânico, revestimento interno de couro, chave presencial e central multimídia com uma destacada tela de 9”.

Mecanicamente, outro ponto elogiável do Tiggo 5x vai para alguns detalhes como a presença de freio a disco nas 4 rodas e suspensão independente nos dois eixos, sendo o traseiro do tipo multibraço, algo raro de se encontrar no segmento onde o Tiggo 5x vai atuar. Na opção topo de linha, adianta a CAOA Chery, ele também terá rodas de liga leve aro 18”.

Assim como o Arrizo 5, o Tiggo 5x será movido pelo motor 1.5 turbo flex, porém em uma calibração diferente para entregar até 150 cv e 21,4 kgfm de torque com etanol. Buscando mais eficiência, o propulsor conta com bloco e cabeçote de alumínio, duplo comando de válvulas variável e coletor de admissão variável. O modelo contará com um câmbio de dupla embreagem com 6 marchas, tipo de transmissão que costuma ajudar no desempenho e também colabora com a redução no consumo graças à rapidez das trocas. O conjunto, portanto, poderá se destacar no segmento já que hoje muitos SUVs desse porte ficam devendo ou em performance ou em economia de combustível. Vamos aguardar nosso primeiro contato com o modelo para ver como ele se comporta.

Tiggo 7: SUV médio de olho no sucesso do Compass

Os brasileiros provaram, pelos números de vendas da categoria, que são fãs de SUVs com porte um pouco maior e alto nível de espaço interno, o que resulta em um automóveis muito confortáveis e versáteis para o uso familiar.

É de olho nesse tipo de consumidor que a CAOA Chery também vai nacionalizar o Tiggo 7. Além de compartilhar a plataforma com o 5x, o Tiggo 7 vai utilizar o mesmo conjunto mecânico, porém sua carroceria está alinhada com o que encontramos no segmento de SUVs médios. Além disso, segundo a CAOA Chery destaca, até mesmo os ingleses da Lotus participaram do projeto para refinar o acerto de suspensão do modelo. 

O Tiggo 7 tem 4.505 mm de comprimento, 1.837 mm de largura e 1.670 mm de altura, respectivamente, 167 mm, 7 mm e 25 mm a mais que o Tiggo 5x. O entre-eixos é 40 mm mais longo (2.670 mm contra 2.630 no Tiggo 5x), o que resulta em bom espaço para os ocupantes, principalmente os do banco traseiro, como conferimos em nosso primeiro contato com o modelo no Salão de São Paulo 2018. O porta-malas acomoda 414 litros de bagagem até a altura dos vidros ou 1.100 litros com o encosto do banco traseiro rebatido.

Em termos de equipamentos, o Tiggo 7 vai compartilhar grande parte da lista de itens de série de sua versão topo de linha com o que estará presente no Tiggo 5x, com o incremento de detalhes como o sensor de estacionamento dianteiro, sensor de chuva, teto solar panorâmico que pode ser parcialmente aberto, bancos dianteiros com aquecimento, ar-condicionado automático com 2 zonas, sistema de monitoramento de pontos cegos e alerta de fadiga.

Como a CAOA Chery adiantou no Salão de São Paulo 2018, o Tiggo 5x chegará ao mercado já em dezembro, com o Tiggo 7 estreando nas concessionárias um mês depois. Eles terão 3 anos de garantia integral, com uma paleta de cores que compreende o Branco Perolizado, Preto Metálico, Cinza Metálico e Prata Metálico. 

Ainda é cedo para falarmos de preço, uma vez que a marca certamente vai guardar esse valores até o lançamento, mas podemos apostar que o Tiggo 5x gravite na faixa de R$ 80.000 a R$ 90.000 em sua versão mais equipada, intervalo que poderá garantir uma boa competitividade comercial. No caso do Tiggo 7, por sua vez, as cifras deverão ser maiores, ficando na faixa dos R$ 100.000 ou indo um pouco além na versão mais cara. De qualquer forma, ambos serão adições bem interessantes em seus segmentos. Vamos aguardar para ver a receptividade do mercado a esses chineses com coração brasileiro.  

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/