VW T-Cross 2023 deve estrear com facelift no ano que vem

Modelo ganhará aprimoramentos tanto internos quanto na parte externa
Sugestão de Kleber Silva para o facelift do T-Cross inaugurando a linha 2023 do modelo

Sugestão de Kleber Silva para o facelift do T-Cross inaugurando a linha 2023 do modelo | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Além do Jeep Renegade, outro SUV compacto relevante em nosso mercado deverá estrear apresentar melhorias em sua linha 2023. 

Estamos falando do Volkswagen T-Cross, modelo que atualmente faz a ponte entre o Nivus e o Taos no portfólio da marca alemã, compartilhando com o SUV cupê de entrada o projeto derivado da dupla Polo e Virtus. 

Segundo informações apuradas pela imprensa especializada europeia ao longo deste ano, o facelift para o T-Cross 2023 deverá ser bastante sutil, contemplando, em especial, uma nova dianteira com um para-choque revisto e também adotando a faixa em LED percorrendo a grade frontal, o que tornou-se uma nova identidade da VW em seus produtos mais recentes. 

Alguns veículos sinalizam ainda que a VW poderia até rever os faróis do T-Cross, em uma mudança que pode contemplar também evoluções para o conjunto de iluminação com sistemas mais modernos como o IQ.Light, que fez sua estreia no Brasil com o Taos. 

As dimensões do SUV compacto deverão permanecer inalteradas. A parte traseira, por sua vez, não contará com muitas novidades, talvez apenas uma revisão do para-choque, como o artista Kleber Silva adianta nas projeções que ilustram esta reportagem. 

Interior

O grande pacote de evoluções no T-Cross 2023 deverá mesmo ficar para a parte interna, assim como a Jeep promoveu na gama Compass 2022, por exemplo. 

Segundo os europeus, o T-Cross 2023 deverá receber uma cabine bem mais sofisticada, uma tentativa da VW de conferir um caráter mais nobre ao modelo. 

O SUV deverá compartilhar, por exemplo, o “cockpit digital” visto no novo Polo comercializado no Velho Continente. Ele agrega o painel de instrumentos digital com a central multimídia mais avançada da marca na Europa, criando um efeito visual mais sofisticado. 

Outra evolução para a cabine do T-Cross poderá ser um comando digital mais refinado para o sistema de climatização. 

Tecnicamente não são esperadas evoluções nos conjuntos mecânicos do SUV compacto. 

Aqui no Brasil, o T-Cross é comercializado com os motores 1.0 TSI e 1.4 TSI, este exclusivo da versão topo de linha Highline, ambos com turbo e injeção direta. 

O modelo atualmente parte de R$ 103.550 em sua versão de entrada Sense e alcança R$ 155.490 no catálogo Highline.

Sugestão de Kleber Silva para o facelift do T-Cross inaugurando a linha 2023 do modelo
Sugestão de Kleber Silva para o facelift do T-Cross inaugurando a linha 2023 do modelo
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG