Ford Bronco 2021 terá opção manual com câmbio de 7 marchas

Flagra mostra o utilitário esportivo por completo; lançamento ficou para o mês que vem
Flagra do novo Ford Bronco 2021

Flagra do novo Ford Bronco 2021 | Imagem: Reprodução internet/The Raptor Connection

Célebre modelo na história da Ford, não é por acaso que a releitura do Bronco está recebendo uma grande atenção por parte da mídia internacional e de fãs do universo automotivo.

Nesta semana, o TFL Car apresentou mais informações importantes sobre o Bronco 2021. Também há alguns dias, uma série de imagens surgiram na fan page The Raptor Connection em que é possível ver o utilitário por completo em sua variante com carroceria 4 portas. 

Um atributo de destaque envolvendo o novo Bronco vai para a oferta de um câmbio manual com 7 marchas. Ao todo serão 6 marchas à frente, como ocorre em muitas transmissões convencionais, com o reforço de uma marcha reduzida para situações específicas, como no uso off-road ou em momentos em que é necessário potencializar a força do motor. Em inglês, essa função é chamada de Crawl, razão pela qual aparece um “C” na alavanca de câmbio flagrada pelos colegas norte-americanos (confira no vídeo abaixo).

Prometendo elevada desenvoltura em percursos fora de estrada – a ideia é que o Ford Bronco seja um forte concorrente para o Jeep Wrangler – uma outra imagem a que o TFL Car teve acesso mostra um mecanismo eletrônico para desconexão da barra estabilizadora. Essa funcionalidade, também oferecida no Jeep Wrangler Rubicon, permite aumentar o curso da suspensão, uma boa ajuda em trilhas mais severas.

Flagra do novo Ford Bronco 2021
Flagra do novo Ford Bronco 2021
Imagem: Reprodução internet/The Raptor Connection

Mesmo dotado de uma Crawler Gear, o Bronco manual terá opção 4x2, 4x4 e 4x4 reduzida. Ainda vão figurar no modelo os bloqueios para os diferenciais dianteiro e traseiro. Em conjunto, todos esses recursos certamente vão conferir uma disposição ímpar ao Bronco em trechos fora do asfalto. A novidade ainda conta com estrutura de carroceria sobre chassi, em uma composição amplamente derivada da picape média Ranger.

Ainda tomando como base o material entregue por uma fonte ao TFL Car, o Bronco contará com suspensão independente nas quatro rodas, construção mais sofisticada em relação ao eixo rígido inclusive na dianteira como apresenta o Jeep Wrangler. Ainda falando sobre suspensão, o Bronco em versões superiores deve ser equipado, ao que tudo indica, com avançados amortecedores da Bilstein dotados de reservatórios remotos.

Partindo para os conjuntos mecânicos, o Bronco em sua versão de entrada deverá ser equipado com o 2.3 turbo de 4 cilindros sob o capô com até 274 cv e 42,8 kgfm de torque. Logo acima vai figurar o 2.7 V6 EcoBoost (turbo com injeção direta) entregando 330 cv e generosos 55,2 kgfm de torque. Além da caixa manual de 7 marchas, o Bronco receberá a opção da transmissão automática de 10 velocidades (preservando o sistema de tração 4x4 com reduzida). 

Aqui no Brasil, por uma questão de custo, a importação do Bronco não parece certa, mas vale a pena recordarmos que a Jeep não deixou de trazer o novo Wrangler ao país mesmo em um cenário econômico com várias adversidades. Para nosso mercado, entretanto, é quase certo que teremos a variante Bronco Sport, SUV de mesmo apelo visual que o Bronco, porém com construção monobloco e uma mecânica não tão focada no uso fora de estrada.