Nissan Kicks é mais um SUV que terá alterações em sua versão PcD

Perda de itens de série ocorrerá na mudança para a linha 2021
Nissan Kicks 2020

Nissan Kicks 2020 | Imagem: Divulgação

A Nissan até o momento comercializa a linha 2020 do Kicks, contudo quem realiza a compra com isenção e tem interesse no modelo já é informado pelos concessionários sobre mudanças relevantes da configuração do SUV para público PcD.

De acordo com os revendedores, o Kicks para PcD deixará de oferecer o rádio e o rack de teto quando migrar para a linha 2021. Procurada pelo Autoo para comentar nossa apuração, a Nissan emitiu uma nota declarando que "está sempre atenta ao mercado e, por questões estratégicas, optou pela mudança do nome da versão vendida para o seu cliente PcD. O Nissan Kicks Active mantém os principais equipamentos da versão anterior – Direct – com a mesma qualidade e o DNA japonês de construção. A Nissan identificou que os clientes optam por personalizar o veículo e acabam trocando o sistema de áudio e, por isso, deixou essa possibilidade de personalização". 

Com isso, o Kicks será mais um SUV compacto que registrará a perda de itens de série no catálogo específico para PcD. O primo da Aliança Renault-Nissan, no caso o Duster 2021 na versão Life, sequer chegará ao mercado até o fim deste ano. 

Recentemente o Chevrolet Tracker deixou de oferecer em especial alguns itens estéticos na versão 1.0 Turbo automática com a troca do catálogo R8T para o R8U, porém ainda traz central multimídia, câmera de ré, sensor de estacionamento, piloto automático, entre outros. 

Quando os pedidos pelo Volkswagen T-Cross Sense 2021 iniciarem, o modelo não sairá mais de fábrica com rodas de liga leve e central multimídia, dois itens oferecidos até a linha 2020 do SUV.

De qualquer forma, tanto ele como o Tracker destacam-se pela eficiência de seus conjuntos mecânicos e o bom nível de segurança, ambos equipados com 6 airbags e os controles de tração e estabilidade.

Nesta semana, em paralelo, a Citroën vai suspender os pedidos para o C4 Cactus na opção “Novo Feel Business”, um dos raros SUVs para o público PcD que ainda contava com um bom nível de equipamentos de série.

As oscilações cambiais e a abrupta queda nas vendas em razão da pandemia do novo coronavírus ajudam a entender as decisões recentes das marcas, uma vez que seus custos de produção subiram bem como o volume de vendas menor cria a necessidade de aumentar os preços dos veículos para equalizar as perdas e cobrir os custos operacionais. Além disso, o caixa das montadoras foi abalado para compensar as perdas com a parada de produção em respeito ao isolamento social, principal medida para conter o avanço da Covid-19.

Logo, como os carros em versões específicas para PcD precisam respeitar o teto de R$ 70 mil, a solução é retirar itens de série ou aguardar uma estabilização do cenário econômico para recolocar essas versões no mercado.

Nissan Kicks 2020
Nissan Kicks 2020
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!