Nova geração do Sandero é flagrada em fase avançada de testes

Previsão é que o modelo completamente renovado seja conhecido ao longo de 2020 na Europa
Flagra da nova geração do Sandero em testes

Flagra da nova geração do Sandero em testes | Imagem: Reprodução internet/Ferd

A investida em modelos de baixo custo por meio da subsidiária romena Dacia provou ser uma jogada de mestre por parte do Grupo Renault. Não só em mercados emergentes como o Brasil, modelos como o Logan e o Sandero conquistaram um bom volume de vendas ao longo dos anos. Até mesmo na Europa o hatch em companhia do Duster conseguiram cativar o público graças com a proposta do cheap space, ou seja, modelos com bom espaço interno, amplo porta-malas e preço camarada.

Agora o que avança no Velho Continente é a atualização da família de compactos da Dacia/Renault e, como nos sugere o flagra publicado pela fan page Ferd, o trabalho está em uma etapa bastante avançada, já que o novo Sandero fotografado conta com sua carroceria praticamente pronta, exibindo apenas os tradicionais disfarces comuns em um protótipo. A previsão, segundo a mídia especializada europeia, é que a nova geração do hatch seja revelada ao longo de 2020. 

Como ocorreu com o Logan e o Sandero ao longo dos últimos anos, o design da dupla foi tornando-se consideravelmente melhor e a próxima geração dos modelos deverá representar o ápice dessa melhoria. Pelas imagens, é possível notar que o Sandero atualizado trará linhas mais trabalhadas e harmônicas, algo bem distante de sua primeira geração.

Os modelos de baixo custo também receberão melhorias consideráveis sob todos os aspectos, a começar pela própria plataforma. Os produtos da Dacia/Renault passarão a ser produzidos sobre a arquitetura CMF-B, a mais moderna da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi para modelos compactos. Com isso, podemos esperar ganhos em segurança (algo que o Sandero está devendo...), comportamento ao volante, além de recursos de tecnologia e assistentes de condução mais avançados, entre outros.

Com a questão ambiental tornando os níveis de consumo e emissões cada vez mais restritivos para os modelos vendidos na Europa, comenta-se nos bastidores que a Dacia pode trabalhar até mesmo em versões híbridas para seus compactos. Certamente isso afetaria um dos grandes apelos de automóveis como Logan, Sandero e Duster, que é o baixo preço, mas as cobranças por níveis de emissões cada vez mais baixos não deixará muitas alternativas para a Dacia/Renault.

De qualquer forma, o trio de compactos acessíveis poderá ser beneficiado com os motores 1.0 e 1.3, ambos turbo, em suas opções de propulsão convencional. Bem eficientes, esses motores deverão proporcionar para a dupla ótimos dados de consumo.

Aqui no Brasil, ainda permanece uma grande incógnita sobre qual será o caminho que a Renault vai seguir aqui no país.

Enquanto Sandero e Logan foram atualizados neste ano, inclusive ganhando a caixa automática CVT, o Duster também vai estrear melhorias em 2020 para ganhar mais competitividade no segmento de SUVs compactos.

A Renault anunciou há alguns meses um novo alinhamento global onde voltará a oferecer apenas produtos com a sua chancela nos mercados onde atua com marca própria, portanto não mais rebatizando os modelos da Dacia. Logo, tudo isso abre margem para uma possível nacionalização do Renault Clio em um futuro próximo, porém talvez utilizando uma plataforma simplificada como foi feito com o Captur nacional. É fato que o segmento de hatches compactos está se tornando cada vez mais sofisticado no Brasil, como já notamos nos recursos que as novas gerações de Hyundai HB20 e Chevrolet Onix são capazes de entregar, portanto a Renault precisa contar com um modelo à altura dos competidores para seguir relevante na categoria. 

Vamos acompanhar de perto as movimentações da marca francesa por aqui e ao redor do mundo e seguiremos reportando no Autoo. Acompanhe! 

Renault Sandero 2020
Renault Sandero 2020: a mais recente atualização do hatch por aqui 
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!