Renault inicia movimentação para se tornar ''menos Dacia'' no Brasil

Francesa pode adaptar a próxima geração do Clio para o Brasil, saiba mais detalhes
Projeção de Kleber Silva antecipando a esperada volta do Clio ao mercado brasileiro

Projeção de Kleber Silva antecipando a esperada volta do Clio ao mercado brasileiro | Imagem: Kleber Silva

Se olharmos para o mercado de hatches compactos hoje em dia, é notório percebermos que esses modelos estão evoluindo bastante. Basta ver o nível bem maior de sofisticação que a nova geração do VW Polo entrega por aqui, com destaque não só para sua arquitetura moderna, mas ao oferecer até mesmo recursos outrora encontrados em carros bem mais caros como é o caso do painel de instrumentos digital.

Além disso, podemos esperar o mesmo salto em termos de projeto para as novas gerações de Peugeot 208, Chevrolet Onix e também o facelift profundo que o Hyundai HB20 vai estrear em breve. Mas e como fica o Renault Sandero nessa história?

Juntando todas as peças desse quebra-cabeça, é fácil notar que o público brasileiro já não quer apenas um carro barato, basta constatar que o Polo vende muito bem em suas versões mais caras com motorização 1.0 TSI.

Se a premissa do projeto de Sandero e Logan sempre foi buscar ao máximo a redução de custos e chegar o mais barato possível aos clientes, o público aqui no Brasil está revelando que o seu perfil de compra está mudando. É fácil notar que os consumidores aqui estão cada vez mais valorizando automóveis com um nível superior de segurança, eficiência energética elevada (leia-se bom desempenho com menor consumo) e uma cabine bem aproveitada. Se tudo isso for embalado com um belo design e um bom nível de acabamento, melhor ainda.

Somando tudo isso à sábia decisão da Renault de se tornar "menos Dacia" aqui no Brasil, podemos esperar uma guinada interessante da marca francesa em nossa região.

De acordo com dados levantados pela fan page Ferd no Facebook, algumas informações dão conta de que a Renault estuda adaptar, por assim dizer, a próxima geração do Clio também para o mercado brasileiro, um direcionamento bem mais prudente e correto se a ideia da marca é não perder espaço para os futuros hatches compactos que em breve chegarão ao mercado.

Mas se o Clio tornou-se sofisticado e caro demais para o Brasil e região, a ideia da Renault para o médio prazo pode ser aproveitar a mesma receita que usou por aqui na nacionalização do Captur, ou seja, utilizar a plataforma simplificada de Sandero, Logan e Duster e colocar nela a carroceria do novo Clio. Com isso, a marca consegue oferecer por aqui um hatch compacto mais nobre do que o Sandero sem encarecê-lo tanto assim. Você confere na galeria de fotos (clique na foto principal para acessar) duas projeões do designer Kleber Silva que nos antecipam como poderá ser esse futuro Clio brasileiro. Como as imagens sugerem, o modelo deverá ter porte semelhante ao de um hatch médio atual para seguir oferecendo o bom nível de espaço interno e porta-malas que o Sandero entrega hoje em dia, características, aliás, que colaboram muito para o sucesso dele por aqui. 

Outro ponto interessante é que, até esse projeto ganhar forma por aqui, a Renault já deverá estar produzindo no Brasil seu interessante propulsor 1.3 turbo, que deverá resultar em uma interessante opção esportiva para o futuro Sandero/Clio nacional. Resta saber como ficaria o Logan nessa história, no caso se a Renault estaria preparando um sedan compacto para o seu lugar.

Para quem é fã do Clio, ainda levará um bom tempo até que esse projeto se materialize em nosso país, já que a Renault ainda precisa lançar o facelift para o Sandero e o Logan no país, o que deverá ocorrer ao longo deste ano. Além de melhorias estéticas e no acabamento da parte interna, finalmente a dupla deverá ganhar opção do câmbio automático CVT em conjunto com o motor 1.6 16V, tipo de transmissão que faz falta para os modelos.

De qualquer forma, a estratégia futura da Renault poderá render bons resultados para a fabricante no Brasil, que terá um modelo com bem mais apelo que o Sandero entre a nova safra de hatches compactos. Vamos aguardar para ver.  

Assine a newsletter semanal do AUTOO!