Os 40 anos do VW Gol, o carro mais vendido do Brasil - Final

Confira como a marca alemã pode consolidar a trajetória de sucesso do hatch nos próximos anos
Projeção de Kleber Silva para a próxima geração do Volkswagen Gol

Projeção de Kleber Silva para a próxima geração do Volkswagen Gol | Imagem: Kleber Silva/Autoo

Ao longo dos últimos dias você conferiu aqui no Autoo nossa justa homenagem aos 40 anos do Volkswagen Gol, marca que será alcançada em 2020. O hatch segue até hoje como o modelo mais produzido, mais vendido e mais exportado na história do mercado automotivo brasileiro. Mas o que podemos esperar para o futuro do Volkswagen Gol?

Apesar da fabricante alemã até o momento não entrar em muitos detalhes sobre o assunto, já é possível apurarmos junto a bastidores do mercado que o hatch terá sim um sucessor por aqui. Afinal, mesmo em meio a concorrentes cada vez mais modernos e com projetos sofisticados, o veterano hatchback segue firme ocupando posições de destaque no ranking de vendas, uma prova da força que ele ainda ostenta no segmento. Outro ponto que deixa claro que a VW ainda planeja uma vida longa para o Gol é que ela mantém um ritmo de aprimoramentos para o modelo, como a introdução do câmbio automático, deixando-o vivo dentro da categoria.

Hoje em dia o Gol é produzido em Taubaté (SP) e sabemos que a unidade paulista será contemplada pelo atual ciclo de investimentos da VW no país. Logo, o sucessor do modelo está a caminho, mas parece que a fabricante alemã não vai aproveitar o marco dos 40 anos de vida do Gol para lançar a nova geração do hatch já em 2020. A previsão é que o modelo completamente atualizado seja revelado em 2021 ou, no mais tardar, ao longo de 2022.

De qualquer forma, o novo Gol deverá ser um carro “multifunção”. Caberá a ele não só atuar na segmentação de mercado do modelo atual, como também suprir o vácuo que up! e Fox deverão deixar na gama nacional da Volkswagen com o tempo. O up! não deverá ter um uma nova geração, enquanto o Fox – que hoje oferece um excelente custo-benefício – deverá permanecer em linha enquanto seu volume de vendas mostrar-se justificável do ponto de vista administrativo para a empresa.

A próxima geração do Gol deverá ser a mais sofisticada já produzida por uma questão relevante: apesar de ser uma configuração simplificada para segurar o preço final do carro, o hatch deverá ter o seu projeto construído sobre a plataforma modular MQB. Ela é a mesma que figura em modelos como o Golf, Tiguan Allspace, além de Polo e Virtus. Isso garantirá ao Gol da próxima década níveis bem superiores em relação ao carro atual no que diz respeito à segurança, nível de ruído, comportamento dinâmico e aproveitamento do espaço interno.

Ainda é cedo falarmos sobre características técnicas do novo Gol, mas o designer Kleber Silva realizou uma projeção sobre o que podemos esperar para o hatch tomando como base elementos de design dos carros mais recentes da fabricante.

O sucessor do Gol, até mesmo por conta da nova orientação de negócios da Volkswagen, não deverá rivalizar com modelos como Renault Kwid ou Fiat Mobi, uma vez que modelos com essa proposta entregam pouca margem de lucro para suas fabricantes. Logo, o novo Gol deverá contar com um comprimento na casa dos 4 metros ou algo um pouco abaixo disso, mas destacando-se pelo bom nível de espaço interno e porta-malas na casa de 300 litros.

Caso isso se confirme, as dimensões do novo Gol poderão aproximá-lo do Polo atual, porém os hatches devem se diferenciar pelo nível de equipamentos e algumas diferenças mecânicas pontuais. Talvez até lá a VW possa incorporar no Polo alguns assistentes de condução mais avançados, o que desponta como uma evolução natural para ele uma vez que a segunda geração do Chevrolet Onix chegou ao mercado com o assistente de estacionamento e alerta de pontos cegos e o Hyundai HB20 2020 entrega o alerta de colisão com frenagem automática em sua configuração mais cara.

Por tudo o que conferimos ao longo da semana, o Volkswagen Gol atinge a maturidade dos seus quarenta anos como um modelo que soube agradar aos brasileiros como poucos carros conseguiram. Sua estrada rumo ao futuro já está sendo pavimentada com a iminência de uma nova geração, provando que o Gol está longe de se aposentar e ainda tem uma carreira com muitos quilômetros a percorrer pela frente. 

Para relembrar

Os 40 anos do VW Gol, o carro mais vendido do Brasil - parte 1

Os 40 anos do VW Gol, o carro mais vendido do Brasil - parte 2

Os 40 anos do VW Gol, o carro mais vendido do Brasil - parte 3

 

Projeção de Kleber Silva sobre a próxima geração do Volkswagen Gol
Projeção de Kleber Silva sobre a próxima geração do Volkswagen Gol
Imagem: Kleber Silva/Autoo

 

 

Projeção de Kleber Silva para a próxima geração do Volkswagen Gol

Projeção de Kleber Silva para a próxima geração do Volkswagen Gol

Projeção de Kleber Silva sobre a próxima geração do Volkswagen Gol

Projeção de Kleber Silva sobre a próxima geração do Volkswagen Gol

Assine a newsletter semanal do AUTOO!