SUV do Renault Kwid tem o interior flagrado pela primeira vez

Novidade deverá adotar o nome Kiger e estreia ainda neste ano na Índia
Flagra do inédito Renault Kiger em teste na Índia

Flagra do inédito Renault Kiger em teste na Índia | Imagem: Autocar India

Com uma profunda reestruturação da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi a caminho, é cedo para apostarmos como ficará a gama de produtos das três montadoras em nossa região. Apesar das marcas já sinalizarem uma grande parte da estratégia comum, como o uso de uma plataforma (CMF-B) para substituir diversos modelos das linhas Renault e Nissan no médio prazo, é sempre bom ficarmos atentos a tudo o que ocorre ao redor do mundo, em especial envolvendo países de perfil econômico semelhante ao nosso como é o caso da Índia.

O país asiático foi um dos centros de desenvolvimento do Renault Kwid e de interessantes derivados do modelo como o monovolume Triber. Ainda neste ano, provavelmente em outubro se a pandemia do novo coronavírus não atrasar os planos, a marca francesa deverá apresentar na Índia um inédito SUV pequeno chamado Kiger. Ele utilizará a mesma plataforma CMF-A+ aplicada no Triber, provavelmente também não indo além dos 4 metros de comprimento. Pela legislação indiana, carros abaixo dessa dimensão pagam um tributo menor, por isso muitos projetos para o país seguem a mesma diretriz.

Uma informação importante divulgada pelo Autocar India diz respeito ao primeiro flagra da parte interna do futuro Renault Kiger.

Como era esperado, grande parte da concepção interna é compartilhada com o Triber. O volante, por exemplo, será o mesmo tanto para o SUV como para o monovolume. Contudo, o SUV pequeno trará um visual próprio para o painel, saídas de ar, entre outros atributos pontuais. O painel de instrumentos digital do Triber também será aplicado futuro utilitário esportivo, porém com diferenças estéticas pequenas. O Kiger ainda contará com uma central multimídia com tela de 8” ocupando uma posição de destaque no centro do painel.

O Kiger, assim como o Kwid e seus derivados, deverá trazer apenas o motor 1.0 tricilíndrico como base de seu conjunto mecânico. Ele terá variantes turbo e aspirada, sendo que a opção topo de linha do Kiger ainda pode oferecer uma transmissão automática CVT casada com o propulsor sobrealimentado, sinalizando uma dupla bastante eficiente. A previsão é que o 1.0 turbo conte com cerca de 95 cv.

O segmento de SUVs com até 4 metros de comprimento, portanto abaixo de modelos como Hyundai Creta, Nissan Kicks, entre outros, ganha cada vez mais força ao redor do mundo. Também na Índia, a Citroën desenvolve uma nova família de compactos composta por um hatch, um sedan e um SUV de porte semelhante ao Kiger. Esses modelos, aqui no Brasil, muito provavelmente serão os sucessores de C3 e Aircross.

Logo, como a Renault já teria em sua prateleira de produtos um modelo pronto, não seria prudente descartarmos logo de cara uma eventual nacionalização do Kiger em algum momento futuramente. A questão do Kiger utilizar uma variação diferente da plataforma CMF que a Renault-Nissan já confirmou para o Brasil não seria algo tão difícil de ser adaptado. Basta termos em mente que o Renault Captur nacional toma como base a mesma arquitetura do Duster, bem mais simples do que a utilizada pelo SUV na Europa e derivada do Clio.

De qualquer forma, vamos acompanhar todos os detalhes sobre o Renault Kiger e vamos reportar todas as novidades aqui no Autoo. Fique ligado (a)!

Interior do inédito Renault Kiger flagrado na Índia
Interior do inédito Renault Kiger flagrado na Índia
Imagem: Autocar India
Assine a newsletter semanal do AUTOO!