Terceira geração do Duster estreia em 2024 na Europa

SUV compacto da Renault receberá facelift neste ano por lá
Acima o atual Dacia Duster comercializado na Europa

Acima o atual Dacia Duster comercializado na Europa | Imagem: Divulgação

Com os novos Logan, Sandero e Stepway já lançados na Europa, claro que a pergunta imediata que surge é: como fica o Duster?

De acordo com informações apuradas pela francesa L’Automobile divulgadas nesta semana, a Dacia já começou sua movimentação envolvendo a estreia de aprimoramentos para o Duster.

Segundo reporta a revista europeia, a previsão é que a nova geração do SUV compacto seja revelada no Velho Continente em 2024. Assim como ocorreu com os novos Logan e Sandero, a terceira geração do Duster contará com uma evolução profunda, incluindo a migração para a mais recente plataforma modular da Aliança Renault-Nissan para veículos de porte compacto.

Enquanto ainda é cedo para falarmos sobre o design do futuro Duster de terceira geração. Muito foi falado sobre uma possível variante 7 lugares para o Duster, mas, ao que tudo indica, a ideia arrefeceu dentro da marca romena. O que temos de mais concreto é que o Duster de nova geração deverá contar com a opção de conjunto mecânico eletrificado com base na tecnologia E-Tech da Renault. O mesmo também deverá chegar ao Sandero, Logan e Stepway, uma vez que normas de emissões cada vez mais rígidas vão levar até mesmo modelos focados no baixo custo a adotar soluções que reduzam o consumo de combustível e as emissões despejadas no meio-ambiente.

Em 2025, por sua vez, a Dacia deverá lançar seu aguardado SUV médio derivado do conceito Bigster apresentado neste ano.

Interior do Dacia Duster europeu
Interior do Dacia Duster europeu
Imagem: Divulgação

Enquanto o prazo para a estreia da terceira geração está relativamente longe, a Dacia prepara um facelift de meio-ciclo para o Duster atual na Europa. Apesar de lançado no Brasil em 2020, o Duster de segunda geração estreou na Europa em 2017, o que explica a necessidade de uma atualização em breve. De acordo com a L’Automobile, a previsão é que o facelift para o Duster II será apresentado em abril deste ano no Velho Continente.

Ainda sem decolar no mercado nacional, o Duster ficou na 8ª posição entre os SUVs compactos mais vendidos no Brasil em janeiro, somando 1.536 emplacamentos e ficando atrás até mesmo do Ford EcoSport. Talvez ainda em 2021 a Renault introduza novidades no Duster nacional, como a chegada do motor 1.3 turbo com injeção direta e o retorno da opção com tração integral tomando como base essa motorização. 

De acordo com os planos da Aliança Renault-Nissan para o mercado brasileiro, está contemplada a nacionalização da plataforma CMF-B no país, portanto é certo que teremos as próximas gerações de Logan, Sandero, Stepway e Duster no país. A renovação da gama no Brasil, contudo, não deverá começar antes da metade desta década.

Acima o atual Dacia Duster comercializado na Europa
Acima o atual Dacia Duster comercializado na Europa
Imagem: Divulgação