Volkswagen confirma 5 SUVs no Brasil até 2020

Renovação da gama vai focar em um dos segmentos de maior crescimento
Acima a nova geração do Volkswagen Tiguan em sua carroceria 7 lugares, uma das atrações da VW para 2018 no Brasil

Acima a nova geração do Volkswagen Tiguan em sua carroceria 7 lugares, uma das atrações da VW para 2018 no Brasil | Imagem: Divulgação

Durante o lançamento do Volkswagen Virtus, o novo presidente da marca alemã para o Brasil e a região da América do Sul, Pablo Di Si, confirmou que a marca fará uma grande ofensiva no segmento de SUV em nossa região, não por acaso o segmento que apresenta as maiores taxas de crescimento em vendas recentemente. De acordo com o executivo argentino, até o fim de 2020 teremos a gama Volkswagen composta por 5 utilitários esportivos. Com isso, a VW promete atuar em praticamente todos os segmentos com esse tipo de carroceria.

Quem inaugura a investida da marca em SUVs será a nova geração do Tiguan, em março. O modelo chegará ao nosso país importado somente com sua inédita opção 7 lugares. Podemos esperar também um pacote bem completo com o novo Tiguan por aqui, com motorização 2.0 turbo, sistema de tração integral, dentre outros recursos. A opção mais versátil do Tiguan também merece destaque pelas três fileiras de assentos, tipo de configuração que está cada vez mais rara por aqui.

Também confirmado para este ano, no segundo semestre será a vez do aguardado T-Cross chegar às lojas. O modelo será o terceiro integrante da família inaugurada pelo Polo, portanto construído usando como base a competente plataforma MQB. O T-Cross atuará na categoria de Honda HR-V, Hyundai Creta, dentre outros, e deverá apostar na modernidade e eficiência de seu conjunto mecânico, bem como no bom espaço interno e volume de carga no porta-malas, para se destacar no segmento.

Entre o T-Cross e o Tiguan, da Argentina receberemos o modelo derivado do projeto Tarek. O SUV terá porte médio, com uma receita similar à do Jeep Compass, e marcará uma posição mais forte da marca Volkswagen no segmento. Claro que todas as marcas estão de olho no sucesso que o Compass obteve em nosso mercado e muita gente quer aproveitar para pegar embalo nessa sede dos brasileiros também por SUVs médios.

Por falar em modelos maiores, o topo da gama Volkswagen quando se fala de SUVs será ocupado no Brasil e região pelo Atlas. O modelo, concebido especialmente para o mercado norte-americano, é um SUV de grande porte com capacidade para 7 pessoas, com uma cabine muito mais espaçosa que a do Tiguan. A ideia é que o Atlas substitua o Touareg por aqui, modelo mais refinado e com foco no comportamento dinâmico, que seguirá uma estratégia comercial com mais olhos no mercado europeu. O Atlas, assim como o gigante da mitologia, conta com 5,04 m de comprimento e, nos EUA, oferece como opção um interessante 3.6 VR6 de 280 cv.

Fechando a lista, a quinta novidade que a Volkswagen prepara é um original “SUV subcompacto”, modelo também baseado na plataforma MQB, mas que vai ser posicionado como o utilitário esportivo de entrada da marca alemã. A ideia é ter um crossover do tamanho de um hatch compacto, mas com uma carroceria própria e proposta semelhante ao que o extinto CrossFox entregava até então. Esse produto inédito é tratado pela empresa com a designação “A0 CUV” e certamente será um projeto cujo resultado final vamos conhecer mais para o começo da próxima década. É uma tacada da Volkswagen que promete ser bem interessante, em especial tendo em vista o sucesso que o próprio CrossFox conquistou ao longo dos anos no Brasil e hoje ocorre com produtos como o Hyundai HB20X.

Com essas 5 novidades entre os SUVs, a Volkswagen espera pavimentar seu caminho para retomar a liderança em vendas no mercado brasileiro e também na região.